A primeira cirurgia de catarata do país em uma onça-parda será realizada neste sábado (23), no Hospital Veterinário da Uniube (HVU). O procedimento cirúrgico na Kiara, uma fêmea da espécie, de cerca de um ano, acontecerá a partir da parceria entre equipes do HVU e Instituto Estadual de Florestas (IEF), por meio do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetras). 

Segundo informações da assessoria de imprensa do HVU, a cirurgia será necessária porque o animal, que pesa, atualmente, 31 kg, sofreu um trauma na cabeça no final do ano passado em mata do município de Patos de Minas, onde foi localizada, quando tinha poucos dias de vida, o que ocasionou uma lesão ocular do seu olho esquerdo.  

“A onça chegou ao Cetras (de Patos de Minas) em dezembro do ano passado, com idade estimada em 15 dias de vida, e apresentava um quadro neurológico (convulsões, ataxia etc.) compatíveis com um quadro de trauma. Se recuperou bem, porém apresentou como sequela um quadro de catarata, que começou a se desenvolver em torno dos 3 meses de vida”, explicou o médico-veterinário do Cetras, Rafael Ferraz de Barros, sobre os motivos da cirurgia. 

Ainda conforme o médico-veterinário do Cetras, a catarata, que é basicamente uma opacidade da lente do olho, impede que o animal enxergue normalmente e, portanto, também impede o seu retorno à natureza De acordo com o médico veterinário e gerente clínico do HVU, Cláudio Yudi, a cirurgia é de alto grau de complexidade e envolverá mais de 10 médicos-veterinários, docentes do curso de medicina veterinária e também alunos e residentes do Hospital Veterinário da Universidade de Uberaba (Uniube).

“O processo de recuperação do animal após a cirurgia é estimado de 4 a 6 meses”, complementou Yudi.

Fonte: Estado de Minas

print
Comentários