Redação Últimas Notícias

O Espeleogrupo Pains (EPA) realizou, na semana passada, o 1º Seminário e Mostra de Bio Espeleologia do Carste do Alto Rio São Francisco.

O evento foi realizado entre os dias 13 e 16 no Unifor-MG. Na ocasião foram montados estandes com o material disponibilizados pelo Museu Arqueológico do Carste do Alto São Francisco (MAC), Codema de Pains, Spelayon Consultoria,  Associação Corregofundense de Orquidófilos,  Instituto Estadual de Florestas (IEF),  Departamento de Mineralogia do Unifor-MG, dentre outros.

O seminário foi realizado no Salão Nobre Eunézimo Lima e contou com diversas palestras, mesas de discussão referentes às cavernas e grutas da região, além de minicurso.  O público alvo do evento foram os biólogos, espeleólogos, geólogos, arqueólogos, engenheiros ambientais e sanitários, dendrólogos, além de professores e alunos do Unifor-MG.

O seminário contou com a participação do secretário adjunto de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais, Anderson Silva de Aguilar. Na oportunidade, ele falou sobre a atuação do Estado na política de meio ambiente.

Cerca de 200 pessoas participaram da 1ª edição do seminário. O público foi composto por membros do EPA, alunos dos cursos de biologia, engenharia ambiental e agronomia do Unifor-MG, alunos da Escola Superior de Meio Ambiente de Iguatama (ESMA), alunos dos cursos de geologia e afins da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), membros da Sociedade Excursionista & Espeleológica de Ouro Preto (SEE), membros da Universidade Federal de Lavras (UFLA), e representantes de diversas cidades da região.

O Conselho Regional de Biologia em Minas Gerais (CRBio-04) e o Unifor-MG participaram da organização do seminário.

O último dia do evento, no sábado (16), foi marcado por visitas técnicas ao Museu Arqueológico do Carste do Alto São Francisco (MAC) e as cavernas Brega e Santuário, em Pains.

Foto: Divulgação

Núcleo de Espeleologia no Unifor-MG

No encerramento do evento foi aprovado a criação de um núcleo de espeleologia no Unifor-MG sobre a coordenação do EPA. De acordo com o diretor de comunicação, eventos e projetos do EPA, Paulo José de Oliveira, a coordenadora do curso de biologia, a professora Dra. Lilia Rosário será a responsável em levar a reivindicação à reitoria da instituição de ensino.

 

IMPRIMIR