Dando continuidade às comemorações de 80 anos do órgão de tubos da Matriz São Vicente Férrer, será realizado no final de semana, o segundo concerto na paróquia.

O recital será apresentado pelo organista formiguense Antônio Olímpio Nogueira e contará com a participação do Coral Crescere, de Belo Horizonte. Duas apresentações serão realizadas, uma no sábado (10), durante a missa das 19h e outra no domingo (11), na missa das 9h30.

O primeiro recital foi realizado em 7 de abril, com Edite Rocha. A organista é francesa, mas foi criada em Portugal e mora atualmente em Belo Horizonte.

A terceira apresentação acontecerá no dia 8 de setembro e ficará a cargo do musicista padre Afonso de Oliveira, formiguense residente em São Paulo, que além de tocar irá também cantar canções de sua própria autoria.

Coral Crescere

Fundado em 1990 por ex-alunos da Congregação dos Padres Lazaristas, o Coral Crescere reúne amantes da música litúrgica. Quem for à Igreja São Vicente Férrer acompanhar a apresentação perceberá que o grupo possui referência única em seu repertório: a música em latim e os cantos gregorianos.

Crescere, do latim, significa “crescer”, nome escolhido exatamente por invocar o estado de êxtase que alcança quem canta música de louvor.

É o crescer em Deus, no amor e na dedicação ao canto litúrgico. Não se conhece no Brasil outro grupo que cante música polifônica quase só em latim.

Cantos como Laudate Dominum, Magnificat, Panis Angelicus, Totta Pulchra és, Maria, Hóstia Santa, Imaculada e Tatum Ergo são do vasto repertório sacro do Crescere; além de canções não litúrgicas, como Vá, Pensiero, Godown Moses, Serra do Caraça, Os doze ladrões, dentre outras.

O Crescere conta desde o início de sua fundação com a participação do formiguense Mariano Lopes.

print

Comentários