Nos dias 6, 7 e 8 (sexta-feira, sábado e domingo), Boa Esperança será palco da final do maior festival de música do Brasil. O Festival Nacional da Canção (Fenac), que em sua 43º edição conquistou o público em todas as cidades que passou, levará a cidade berço do Festival, músicas e apresentações culturais de altíssimo nível, que promete arrebatar quem prestigiar as apresentações. O evento já percorreu as cidades de Extrema, Formiga, Guapé, Pouso Alegre, Varginha e Três Pontas, que voltou a fazer parte do Fenac.
As 30 canções semifinalistas serão apresentadas nos dias 6 e 7 no Radium Clube Dorense. No dia 8 acontecerá a grande final, com a presença das 10 melhores músicas. Um júri especializado vai escolher a canção vencedora, que receberá o maior prêmio oferecido pelo evento e o troféu Lamartine Babo. O festival está distribuindo, entre as canções selecionadas, R$ 200 mil em prêmios.
Ao todo foram mais de 3.500 músicas inscritas de 24 estados brasileiros e, dentre elas, 156 composições permaneceram após a triagem feita por uma comissão especialmente convidada.
Outras atividades culturais também acontecerão durante o dia no 4º Festival Nacional da Cultura e prometem movimentar a cidade. O Fenac escolheu diversas atrações como apresentações de teatro, dança, música clássica e instrumental que estarão presentes na Praça Padre Júlio Maria, durante os três dias de evento.
Realizado ininterruptamente desde 1971, antes com o nome Festival da Canção de Boa Esperança, o evento segue os moldes dos tradicionais festivais musicais das décadas de 70 e 80, com o principal objetivo de revelar e divulgar o talento e a criatividade da música popular brasileira.
Confira as 30 músicas classificadas:
Apresentações dia 6 (sexta-feira)
-Sopro Forte, interpretada por Priscila M. e Jana V. Salvador ? BA
-Agonília, interpretada e composta por Achiles Neto e Marcus Marinho – Vitória da Conquista-BA
-Florespinho, interpretada por Mariana Macedo de Edilson Dhio – Barra do Choça ?BA
-Agreste, interpretada por Luis Dillah, composta por Luis Dillah – Lou Bertoni e João Aluá de São José do Rio Preto-SP
-Because Ousa, interpretada por Duda Brack, de Dani Black e João Guarizo, São Paulo-SP
-O Sal, de Zebeto Corrêa, compositor e intérprete, Belo Horizonte-MG
-Fica comigo, de Biel, de André Serra de Andrade, Caçapava-SP
-Muito Afim de Marcus Lima, compositor e intérprete, Niterói ? RJ
-Girassol, interpretada por Glaucia Coutinho e Claudio Fraga, composta por Claudio Fraga de Belo Horizonte-MG
-Vivências, interpretada por Junior Almeida, de Tânio Cesar, Belo Horizonte-MG
-Leve o que quiser, interpretada por Juliana Linhares, de Elvis Marlon e Rafael Lorga, Rio de Janeiro-RJ
-Foi Assim, interpretada por Zé Alexandre, de Altay Velloso, Poços de Caldas ? MG
-Bruxa Quéca, interpretada por Alana Moraes e os de Bombacha, Porto Alegre-RS
-Geraizêro do Arraiá, interpretada por Projeto Saravá, de Paulo Geraldo Rocha Junior – Belo Horizonte-MG
-Concha, interpretada por Camila Gonçalves e Marcel Torres, de Marcel Torres, Feira de Santana-BA
Apresentações dia 7 (sábado)
-Definitiva, interpretada por Ligia Cabral e composta por Ricardo Ferreira de Contagem-MG
-Lavrador, interpretada por Edmar Gonçalvez, de José Ferreira e Joaquim Ernesto, Fortaleza-CE
-Iluminar, interpretada por Alana Moraes e Gabriel Selvage, de Conrado Pera, Alto Paraiso de Goiás-GO
-Pirilume, interpretada e composta por Rui Vanty e Jack Moa, Florianópolis-SC
-Amores, a Canção, interpretada por Zebeto Corrêa, de Paulinho Andade e Zebeto Corrêa – Belo Horizonte-MG
-Guaiana, interpretada por Ritinha Carvalho e Marcelo Barum, de Bilora, São Paulo-SP
-Te Procuro, interpretada por Edinho Vilas Boas, de Angelo Santedicola, Raul Maxwell e Edinho Vilas Boas, Fortaleza ? CE
-Saudade Matadeira, interpretada e composta por Diorgem Júnior de Governador Valadares-MG
-Canto de Folia, interpretada por Zé Alexandre, de Paulo Delfino e Zé Alexandre, Poços de Caldas-MG
-Acordei e vi você sorrindo, interpretada por Cláudio Fraga, de Neo Andrade e Cláudio Fraga, Belo Horizonte-MG
-Sertão Meu, interpretada por Banda Coro de Cor, de Armando Lui,Bruno Maiky e Geysa Maiana, Salvador-BA
-Chumbo Grosso, interpretada por Alberto,Ermel,Diogo,Jose Lennon, Felipe, Demetrius, composta por Demetrius Coutinho, Londrina-PR
-Minha Alma Gêmea, interpretada por Eudes Fraga, de Paulo César Pinheiro, Eudes Fraga e Evaldo Gouveia, Belém ? PA
-Livro, interpretada e composta por Nano Vianna – Vitória-ES
-Salve a Folia, interpretada por Adriana Sperandir e Adriano Sperandir, de Valéria Pisauro, Osorio ?RS
O Fenac é apoiado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura e pela Lei Rouanet.

Imprimir
Comentários