Os registros de crimes violentos em Minas apresentaram recuo no primeiro semestre deste ano, na comparação com igual período do ano passado. Porém, houve aumento considerável nas ocorrências de roubo, que subiram 17% nos primeiros seis meses de 2015, de acordo com balanço da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).

Apesar de serem as únicas em ascensão, as mais de 54 mil ocorrências puxaram para cima, em números absolutos, o total de crimes violentos – em 12,83%. Em média, uma pessoa é roubada a cada cinco minutos no Estado.

Em BH, os roubos aparecem novamente com destaque negativo por causa do crescimento de 14,69%, passando de 17.362 para 19.913, no mesmo intervalo.

De acordo com a Seds, esse movimento foi generalizado nos municípios mais populosos, como Santa Luzia, Ribeirão das Neves, Sete Lagoas, Montes Claros, Betim, Contagem e Ipatinga.

Menos ofensivos

O levantamento da secretaria mostra, ainda, que os registros de crimes não violentos sofreram queda, de janeiro a junho. As ocorrências de extorsão consumada recuaram de 1.425 para 1.095 (-23,16%) e as de lesão corporal, de 39.074 para 34.046 (-12,87%). Os furtos diminuíram 1,77%.

Para o advogado criminalista e professor de direito penal da Universidade Fumec, Rodrigo Suzana Guimarães, o período compreendido no levantamento pode mascarar a realidade e levar a conclusões equivocadas.

 

 

Hoje em Dia

print
Comentários