Barack Hussein Obama, 47 anos, foi eleito nesta terça-feira (4) o 44º presidente da história dos Estados Unidos. Ele será o primeiro negro a chefiar a nação mais rica do planeta.
No discurso da vitória, o senador democrata disse que a hora da mudança chegou à América (assista ao lado).
Obama falou em Chicago, seu berço político, pouco depois das 23h no horário local (3h de quarta em Brasília). Uma hora antes, projeções indicaram sua vitória sobre o também senador John McCain, 72 anos, um republicano.
Pelas projeções, Obama terá mais de 330 dos 538 votos no Colégio Eleitoral – o mínimo para ser eleito é 270 -, num resultado que confirma a tendência apontada pelas pesquisas de intenção de voto divulgadas até a véspera da eleição. Até o início da manhã desta quarta, a apuração estava concluída em poucos estados (veja os números mais recentes da apuração dos votos).
A posse do democrata está marcada para 20 de janeiro, encerrando oito anos de um impopular governo do republicano George W. Bush.
Obama discursou para uma multidão no Grant Park, em Chicago, às margens do Lago Michigan. Segundo estimativa da rede de televisão CNN, o público foi de 125 mil pessoas. A agência Associated Press estimou em 250 mil.
No palco, ele sorriu menos do que durante a campanha, parecendo mais sério já como presidente eleito.
Obama parabenizou o candidato derrotado, disse que McCain trabalhou duro durante a campanha e que quer trabalhar junto com o rival na Casa Branca. Ele também parabenizou seu candidato a vice, Joe Biden, sua mulher, Michelle Obama, e sua família.
Obama disse que o caminho que os Estados Unidos têm à frente é difícil e pediu unidade para enfrentar os desafios. Nossa escalada vai ser íngreme. Nós não chegaremos lá em um ano nem em um mandato, mas, América, eu nunca estive tão esperançoso como nesta noite em que nós estamos aqui, disse.
O presidente eleito afirmou que é hora de sonhar novamente o sonho americano. Ele repisou várias vezes o Yes, we can (sim, nós podemos), um dos lemas de sua campanha, e disse que tudo é possível.
Projeção
A projeção da rede CNN foi divulgada às 22h de Chicago (2h em Brasília), mesmo momento em que foram fechadas as urnas do importante estado da Califórnia. Lá, as projeções mostram que Obama garantiu os 55 votos no Colégio Eleitoral.
Pouco depois, o senador McCain fez discurso em Phoenix, Arizona, admitindo a derrota (assista ao lado). Ele disse que telefonou para Obama cumprimentando-o pela vitória.
Acompanhado de sua mulher, Cindy, e de sua candidata a vice, Sarah Palin, ele parabenizou publicamente Obama e se colocou à disposição do rival para ajudá-lo.
O discurso de McCain foi assistido com muita atenção no Grant Park, onde eleitores de Obama já se concentravam para festejar a vitória e esperavam a fala de Obama.
O candidato derrotado foi bastante aplaudido quando disse que ia respeitar o resultado das urnas. O único momento de vaia foi quando o republicano agradeceu a Sarah Palin.
O presidente George W. Bush também cumprimentou seu sucessor pela vitória eleitoral, informou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino. O presidente da França, Nicolas Sarkozy, fez o mesmo.
Aos 42 anos, Obama entra para a história depois de uma longa campanha, iniciada nas prévias do partido democrata, disputadas com a ex-primeira-dama Hillary Clinton. Um ano antes das eleições, o agora presidente-eleito ainda era desconhecido da maior parte dos Estados Unidos.
Ele concorreu fazendo um apelo por ?mudança?, palavra chave da sua campanha, e conseguiu empolgar o eleitorado, especialmente os mais jovens, com propostas de rompimento com o atual governo.
À noite, no Grant Park, os obamistas fizeram uma contagem regressiva para esperar o anúncio de que Obama era o virtual eleito.

Imprimir
Comentários