A reconhecida incapacidade de alguns gestores para administrar a coisa pública, por  mais simples que sejam suas atribuições, tem se tornado neste município, motivo de chacota.

Se 10 cidadãos forem questionados sobre a satisfação deles quanto à prestação de  serviços no que concerne a manutenção e extensão de redes de iluminação pública, o mais provável é que dentre eles, numa escala de 0 a 10, pelo menos nove marquem as respostas no início da escala (zero a três).

O Nova Imprensa, assim como o portal Últimas Notícias, apenas neste ano de 2016, tratou deste assunto, refletindo reclamações da população por quase uma dezena de vezes.

A Prefeitura, como sempre, ou se cala ou responde com aquela tradicional xaropada de que está providenciando os reparos devidos, etc. e tal.

 

(Foto: Paulo Coelho)

O fato real é que, o povo é cobrado a cada conta de energia que a Cemig lhe apresenta e o resultado é o que todos sabemos: Dezenas ou centenas de lâmpadas sem funcionar pela cidade afora e durante o

dia, outro tanto de luzes acesas, num monumental desperdício de energia; o que apenas nos mostra, o quão bem administrado está este problema.

A foto aqui exibida foi feita por volta das 12h de segunda-feira (11). Bem na região central da cidade, mais precisamente na avenida Paulo Murura onde as lâmpadas de TODOS os postes estavam concorrendo com os raios de sol a pino em céu de brigadeiro.

Imprimir

Comentários