O projeto ‘O que ler’, da Biblioteca Pública de Córrego Fundo, Maria José Arantes, tem como objetivo estimular o hábito da leitura e divulgar o acervo do órgão.

Nessa semana, a sugestão de leitura é a obra ‘A Psicanálise dos Contos de Fadas’, do autor Bruno Bettelheim.  

A biblioteca está aberta ao público nas segundas, quartas e sextas-feiras das 7h às 16h e terças e quintas-feiras das 7h as 17h30.

A obra

No livro, o autor desvenda o que há por trás das histórias mais famosas para crianças, mostrando seu significado subliminar. Ele mostra as motivações psicológicas, razões, significados emocionais, a função de divertimento, a linguagem simbólica do inconsciente que estão subjacentes nos contos infantis.

Bruno Bettelheim coloca no livro várias histórias infantis do ponto de vista psicanalítico, exemplos que provavelmente nem os escritores da história perceberam, mas o seu inconsciente se manifestou. A história de “João e Maria”, por exemplo, mostra o esforço das crianças em se agarrar aos pais, quando chegou a hora de enfrentarem o mundo sozinhas, e de como passar pela voracidade oral eles acabam comendo a casa de doce da bruxa.

Em “Cinderela” ele reproduz, por exemplo, os problemas da rivalidade fraterna que é mostrada quando Cinderela é maltratada por suas irmãs, dentre muito mais coisas que são ali representadas nessas e em várias outras histórias, mostrando as simbologias do nosso subconsciente.

A psicanálise dos contos de fadas é uma obra de referência para as ciências psicológicas, que estudam o desenvolvimento infantil, para a pedagogia, para as artes e para as literaturas.

projeto o que ler contos fadas

 

 

Redação do Jornal Nova Imprensa Prefeitura de Córrego Fundo

IMPRIMIR