As inscrições para a sétima edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal estão abertas até 13 de julho. O objetivo do concurso é valorizar as melhores práticas de educação fiscal, que atuam sobre a conscientização da importância social dos tributos e da correta aplicação dos recursos públicos.

A iniciativa é promovida pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite) em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf), Receita Federal e com o Programa Nacional de Educação Fiscal (Pnef).

Os inscritos ao Prêmio Nacional de Educação Fiscal, Edição 2018 concorrerão nas seguintes categorias:

Escolas: Esta categoria abrange instituições de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.

Instituições: Categoria que abrange Organizações Não Governamentais (ONG’s), universidades, Prefeituras Municipais e Secretarias Municipais e demais instituições da iniciativa privada.

Profissional Imprensa: Esta categoria é voltada a profissionais e/ou empresas de comunicação com atuação em mídia convencional (jornal impresso, revista, rádio, jornal). Também poderão concorrer nesta categoria estudantes universitários do curso de Jornalismo, com reportagens publicadas nos jornais laboratório (impresso ou digital).

Na categoria Escolas serão contempladas, dentre as selecionadas, as três melhores iniciativas, conforme deliberado pela Comissão Julgadora, com o Troféu PRÊMIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL, e com a seguinte premiação financeira:

1º – Colocado – R$ 10.000,00 (dez mil reais);

2º – Colocado – R$ 5.000,00 (cinco mil reais);

3º – Colocado – R$ 3.000,00 (três mil reais).

Na categoria Instituições serão contempladas, dentre as selecionadas, as duas melhores iniciativas, conforme deliberado pela Comissão Julgadora, com o Troféu PRÊMIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL, e com a seguinte premiação financeira:

1º – Colocado – R$ 10.000,00 (dez mil reais);

2º – Colocado – R$ 5.000,00 (cinco mil reais);

Na categoria Profissional Imprensa serão contempladas, dentre as selecionadas, as melhores reportagens/artigos publicadas em jornal impresso ou revista, ou veiculada em portais ou sites de notícias, conforme deliberado pela Comissão Julgadora, com o Troféu do PRÊMIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL, e com a seguinte premiação financeira:

1º – Colocado – R$ 3.000,00 (três mil reais);

2º – Colocado – R$ 2.000,00 (dois mil reais);

Os Coordenadores/Responsáveis pelas iniciativas premiadas com a 1º, 2º e 3º colocação na categoria “Escolas” e 1º e 2º colocação na categoria “Instituições” serão contemplados com premiação financeira de R$ 1.000,00 (mil Reais), limitada a 01 (um) coordenador/responsável por iniciativa.

Mais informações estão disponível no site www.premioeducacaofiscal.org.br.

Minas Gerais tem destaque no Prêmio. Diversas iniciativas apoiadas pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) já foram finalistas e vencedoras dos troféus em edições anteriores. Neste ano, por meio da Divisão de Educação Fiscal (DEF/SAIF), a divulgação já começou a ser feita em todo o Estado, estimulando a inscrição.

 

 

 

Fonte: Divisão de Educação Fiscal/SAIF educfiscal@fazenda.mg.gov.br||

Imprimir

Comentários