Nesta quarta-feira (19), o Cruzeiro adiou mais uma vez o sonho de ser tricampeão da Copa Libertadores da América. O time celeste perdeu por 2 x 0 para o São Paulo e não se classificou para a semifinal.
O time mineiro foi até o Morumbi, com esperança de uma reviravolta, pois o Tricolor havia vencido a partida de ida por 2 x 0 no Mineirão, e jogava em casa até por uma derrota por um gol de diferença. Mas, logo no primeiro minuto de jogo, o árbitro uruguaio Jorge Larrionda expulsou o atacante Kléber em um lance duvidoso e eliminou qualquer chance de reação cruzeirense.
Inocentado pela diretoria do Cruzeiro, o ?gladiador? fez questão de se defender pelo lance polêmico. O atacante disse que não teve qualquer intenção em tocar o rosto de Richarlyson na primeira disputa de bola do jogo e lamentou o excesso de rigor do árbitro.
?Ele errou ao dar o cartão vermelho. Se fosse um amarelo, não tem problema. De repente falar com o jogador e estava resolvido. É unanimidade na imprensa, falando que não era para expulsão. Se a própria imprensa, que está ali na cabine, está vendo o lance melhor do que qualquer outra pessoa e fala uma coisa dessa, não tem motivo de eu não falar a mesma coisa. Infelizmente, ele acabou com o nosso trabalho com um minuto de jogo. O Cruzeiro foi prejudicado? ressalta Kléber.

Copa do Brasil
Também foram disputados nesta quarta-feira (19) jogos das semifinais da Copa do Brasil. Os resultados foram:
Santos 3 x 1 Grêmio
Vitória 4 x 0 Atlético-GO
Com esses resultados, a final da Copa do Brasil será entre Santos e Vitória.

Imprimir
Comentários