O dinheiro público investido na obra de pavimentação da rua Aloísio de Castro, no bairro Mangabeiras, escoou juntamente com a lama que tomou conta da via após as fortes chuvas  dos últimos dias. Rua que já deveria estar calçada desde agosto deste ano, segundo informa a placa que permanece fixada no local.

Com verba no valor de R$352.958,00 vinda do Ministério do Turismo e dos cofres do município, a obra na rua onde está localizado o Parque Ecológico Chico Mendes, conhecido como Parque do Jequitibá, estava abandonada há meses sem nenhuma explicação. Paralisação que chegou a ser alvo de duras críticas por parte do vereador de situação e presidente do Legislativo, Evandro Donizeth  da Cunha (Piruca) em várias oportunidades, durante as reuniões semanais da Câmara.

PARQUE ECOLÓGICO 0002 Mangabeiras 3.JPG

Agora, além de estar tomada pela lama que desceu das partes altas do bairro e já se avolumava na rua sem calçamento, crateras se abriram por toda parte. A canalização de água e esgoto está exposta e já podem ser observados rompimentos na rede, os quais poderão se agravar nas próximas chuvas. O mesmo ocorre com manilhas para escoamento de água pluvial, que foram colocadas durante as obras; trabalho que nunca foi concluído. Além dessas, outras manilhas foram deixadas em um lote vago, localizado em frente ao Parque Ecológico. Muitas delas já estão quebradas por vandalismo e ação do tempo.

A população que mora nas imediações ou usa aquela via como trajeto, está tendo dificuldades já que não é possível trafegar pelo local. Nem mesmo a pé está sendo possível transpor os obstáculos existentes em diversos pontos. 

PARQUE ECOLÓGICO 0000 Mangabeiras Capa.JPG PARQUE ECOLÓGICO 0002 DSC06954.JPG

 PARQUE ECOLÓGICO 0001 DSC06952.JPG PARQUE ECOLÓGICO 0000 DSC06948.JPG

Redação do Jornal Nova Imprensa

Imprimir
Comentários