Acidentes com mortes têm redução de 48% no Sistema MG-050

De acordo com a Concessionária Nascentes das Gerais, foram 1.614 acidentes em 2013 e 1.428 em 2014, uma queda de 11%.

De acordo com a Concessionária Nascentes das Gerais, foram 1.614 acidentes em 2013 e 1.428 em 2014, uma queda de 11%.

Os acidentes com mortes no Sistema MG-050/BR-265/BR-491 tiveram uma diminuição de 48% em 2014. No comparativo com o ano anterior, as ocorrências com vítimas fatais foram reduzidas de 62 para 32.
O total de acidentes também caiu: 1.614 em 2013 e 1.428 no último ano, uma queda de 11%. Os números são da Concessionária Nascentes das Gerais, responsável pela administração e operação da via, que liga Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, a São Sebastião do Paraíso, na divisa entre Minas e São Paulo.
O diretor-executivo da Concessionária Nascentes das Gerais, Joselito Castro, explica que a melhora nas condições de segurança ao longo dos 371,4 quilômetros de extensão do Sistema MG-050 é resultado de investimento. Desde junho de 2007, quando entrou em vigor o contrato de Parceria Público-Privada (PPP), até dezembro de 2014, os aportes em melhorias e ampliação da via atingiram R$ 628 milhões.
Os investimentos da concessionária permitiram a construção de 20 quilômetros de duplicações, 78 quilômetros de terceiras faixas, 24 quilômetros de correção de traçado e intervenções importantes, como passarelas, pontes, viadutos, acostamentos, passagens inferiores de pedestres e recuperação do pavimento. ?Com mais de R$ 600 milhões em obras, conseguimos melhorar o padrão da via, oferecendo mais conforto e segurança para os usuários?, afirma Castro.
E no biênio 2015-16, o ritmo das obras continuará intenso, com mais duplicações (30 km), terceiras faixas (33 km), correções de curva (20 km) e dispositivos de retorno e acesso (37 unidades). ?A malha viária administrada pela Nascentes das Gerais já melhorou e o padrão continuará melhorando nos próximos dois anos?, explica.
Além das obras, dois aspectos contribuem para a diminuição de acidentes: o PGS (Plano de Gestão Social) e PSR (Plano de Segurança Rodoviária). O primeiro promove ações sociais com foco na educação para o trânsito, tendo acumulado cerca de três milhões de pessoas beneficiadas. O segundo prepara ações de engenharia com obras e sinalização ostensiva, alinhando atividades educativas e parceria com a Polícia Militar Rodoviária Estadual e o Corpo de Bombeiros Militar. ?A redução de acidentes, um objetivo da concessionária, acontece por conta da combinação de fatores importantes?, declara Castro.

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Acidentes com mortes têm redução de 48% no Sistema MG-050

De acordo com a Concessionária Nascentes das Gerais, foram 1.614 acidentes em 2013 e 1.428 em 2014, uma queda de 11%.

De acordo com a Concessionária Nascentes das Gerais, foram 1.614 acidentes em 2013 e 1.428 em 2014, uma queda de 11%.

 

Os acidentes com mortes no Sistema MG-050/BR-265/BR-491 tiveram uma diminuição de 48% em 2014. No comparativo com o ano anterior, as ocorrências com vítimas fatais foram reduzidas de 62 para 32.

O total de acidentes também caiu: 1.614 em 2013 e 1.428 no último ano, uma queda de 11%. Os números são da Concessionária Nascentes das Gerais, responsável pela administração e operação da via, que liga Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, a São Sebastião do Paraíso, na divisa entre Minas e São Paulo.

O diretor-executivo da Concessionária Nascentes das Gerais, Joselito Castro, explica que a melhora nas condições de segurança ao longo dos 371,4 quilômetros de extensão do Sistema MG-050 é resultado de investimento. Desde junho de 2007, quando entrou em vigor o contrato de Parceria Público-Privada (PPP), até dezembro de 2014, os aportes em melhorias e ampliação da via atingiram R$ 628 milhões.

Os investimentos da concessionária permitiram a construção de 20 quilômetros de duplicações, 78 quilômetros de terceiras faixas, 24 quilômetros de correção de traçado e intervenções importantes, como passarelas, pontes, viadutos, acostamentos, passagens inferiores de pedestres e recuperação do pavimento. “Com mais de R$ 600 milhões em obras, conseguimos melhorar o padrão da via, oferecendo mais conforto e segurança para os usuários”, afirma Castro.

E no biênio 2015-16, o ritmo das obras continuará intenso, com mais duplicações (30 km), terceiras faixas (33 km), correções de curva (20 km) e dispositivos de retorno e acesso (37 unidades). “A malha viária administrada pela Nascentes das Gerais já melhorou e o padrão continuará melhorando nos próximos dois anos”, explica.

Além das obras, dois aspectos contribuem para a diminuição de acidentes: o PGS (Plano de Gestão Social) e PSR (Plano de Segurança Rodoviária). O primeiro promove ações sociais com foco na educação para o trânsito, tendo acumulado cerca de três milhões de pessoas beneficiadas. O segundo prepara ações de engenharia com obras e sinalização ostensiva, alinhando atividades educativas e parceria com a Polícia Militar Rodoviária Estadual e o Corpo de Bombeiros Militar. “A redução de acidentes, um objetivo da concessionária, acontece por conta da combinação de fatores importantes”, declara Castro.

Redação do Jornal Nova Imprensa Assessoria Nascente das Gerais

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias