A Prefeitura de Formiga continua com as ações de vigilância contra a dengue. De acordo com o ?Linha Guia de Atenção à Saúde da Dengue 2009?, diante do perfil epidemiológico que a doença tem apresentado nos últimos anos e de possíveis epidemias nos períodos chuvosos, cresce a preocupação da administração municipal.
Grande parte dos fatores que contribuem para a ocorrência desse agravo é produzida pelo homem no ambiente urbano. Esses fatores apontam para a necessidade da intensificação das ações de vigilância em saúde e assistenciais de forma coordenada e articulada com outros setores do poder público e da sociedade civil organizada.
Durante as ações de vigilância, entre os dias 5 e 11 de dezembro, a 49ª semana epidemiológica para controle da dengue no município, foram notificados dois casos suspeitos de dengue, um na zona rural (Furnastur) e o outro no bairro Rosário.
Este ano, foram realizadas pelos agentes de endemias 5.657 visitas domiciliares para orientação às famílias para limpeza ambiental: remoção, destruição ou vedação de objetos ou reservatórios de água parada que possam se transformar em criadouros do mosquito e 2.253 recipientes foram tratados. O serviço de educação em saúde teve continuidade, sendo desenvolvido pelo agente de controle de endemias Mairon César Cruz, por meio de palestras ministradas nas escolas, enfatizando a prevenção à dengue. Já no dia 10 de dezembro, foi realizado um pedágio educativo pelos agentes de controle de endemias, com a entrega de panfletos e escritos nos carro.
A enfermeira Juliana Silva Castro e o agente de controle de endemias Mairon César Cruz participaram de uma oficina sobre a doença em Divinópolis na Gerencia Regional de Saúde (GRS), no dia 6 deste mês. A oficina teve como objetivo analisar e atualizar o Plano de Contingência da Dengue de cada município, bem como estabelecer estratégias para controle da doença em nossa região.

Imprimir
Comentários