Na tarde de quarta-feira (30), a equipe da Administração Fazendária de Formiga, em parceria com a Polícia Militar e com o apoio do Departamento Municipal de Trânsito da Prefeitura, realizou uma blitz educativa no semáforo da rua Bernardes de Faria, em frente ao Banco do Brasil.
Essa blitz não foi com o intuito de fiscalização, mas, devido à importância do imposto, certamente nas próximas blitze haverá fiscalização e aplicação de multas para quem estiver com o IPVA atrasado.
O não pagamento do IPVA ocasiona prejuízos não só para os motoristas, que podem ser penalizados com a perda de pontos na carteira, além de pagarem multas e juros, mas também causa danos à população em geral, já que 40% do imposto recolhido é usado pelo governo estadual para a conservação e reformas de estradas estaduais, os outros 40% são devolvidos aos cofres do município para serem aplicados em diversas ações de infraestrutura e 20% vão para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Em Formiga, a inadimplência do IPVA chega a R$1,6 milhão, com isso, o município deixa de arrecadar R$800 mil para investir no desenvolvimento da cidade. Os inadimplentes terão que pagar uma multa de R$191,53 e o veículo poderá ser apreendido. Pelo reboque, o motorista ainda paga R$80 e as diárias no depósito variam de R$8 a R$10, além da perda de 7 pontos na carteira de habilitação, por ser uma infração gravíssima.

Estatísticas
Segundo informações do Departamento Municipal de Trânsito, em 2008, foram registrados em Formiga 30 mil veículos. Conforme dados da Polícia Militar, o número de mortes no trânsito na cidade felizmente tem sofrido redução: em 2007 foram 11, em 2008 houve 9 mortes e em 2009 foram 5. Ainda assim, é necessária uma maior conscientização por parte de motoristas e pedestres, além de investimentos em educação para o trânsito e melhorias no setor.

Educação no trânsito
Durante a blitz, também foi feita a conscientização dos motoristas para um trânsito mais seguro e tranquilo. Foram distribuídos panfletos explicando sobre os descuidos que podem fazer o motorista perder pontos na carteira de habilitação como:
– falar ao celular: multa de R$85,13 e perda de 4 pontos;
– bloquear cruzamento: multa de R$85,13 e perda de 4 pontos;
– avançar o sinal: multa de R$191,54 e perda de 7 pontos;
– dirigir embriagado: multa de R$957,70 e perda de 7 pontos;
– dirigir sem o cinto de segurança: multa de R$127,69 e perda de 5 pontos;
– transportar crianças no banco da frente: multa de R$191,54 e perda de 7 pontos;
– dirigir sem atenção: multa de R$53,20 e perda de 3 pontos;
– desrespeitar a sinalização: multa de R$127,69 e perda de 5 pontos.

Imprimir
Comentários