A Administração Municipal de Formiga está tomando uma série de medidas para reduzir as despesas da Prefeitura. Diante da dificuldade financeira que o município passa em virtude do confisco do Estado em relação aos recursos de impostos que são de direito da cidade, o prefeito Eugênio Vilela esteve nesta segunda-feira (4), na Câmara Municipal para protocolar um projeto de lei que dispõe sobre a estrutura organizacional e administrativa da Prefeitura e que vai gerar uma economia de R$320.980,97.

Para efeito da lei, as secretarias municipais de Administração e Desenvolvimento Econômico se fundirão em uma só e passará a ser denominada de Secretaria Municipal de Administração e Desenvolvimento Econômico, reduzindo assim cargos.

Atualmente, o valor da estrutura administrativa é de R$777.451,31. Já o valor da estrutura constante no projeto de lei é de R$456.470,34, o que irá gerar uma economia de mais de R$320 mil neste ano de vencimentos de cargos de confiança.

Segundo o prefeito, outras três medidas para reduzir as despesas da Prefeitura são a limitação de pagamento de hora-extra, com exceção das áreas de saúde e limpeza urbana; pagamento de diárias para viagens de até 500 quilômetros somente aos motoristas e congelamento de reajuste salarial aos servidores de cargo de confiança neste ano. “O reajuste que é dado anualmente aos servidores municipais ficará restrito aos servidores de carreira. Essas ações são pontuais, mas que demonstram grande seriedade nesse momento de crise que estamos vivenciando”, ressaltou Eugênio.

 

 

Fonte: Decom/Formiga ||

print

Comentários