Você coloca alimentos que realmente ajudam no desenvolvimento nutricional do seu filho? Ou por causa da falta do tempo acaba dando dinheiro para ele comprar o que quiser na hora do recreio? Saiba que a partir do ano que vem as escolas mineiras estão proibidas de oferecer ou vender alimentos com muita gordura ou açúcar.
Aos olhos das crianças: bolachas, chocolate e salgados são difíceis de resistir. Só que esses alimentos estão com os dias contados, pelo menos dentro das escolas. É que no próximo ano uma lei que proíbe a venda desses lanches nas redes pública e privada de ensino deve começar a valer. Agora eles devem ser preparados seguindo padrões nutricionais. Uma tentativa de combater a obesidade infantil.
Todas as manhãs, a servidora pública Cíntia Castro tem uma tarefa importante: separar os alimentos para a lancheira da filha, Giovana, de quatro anos. Um esforço para que a menina mantenha hábitos saudáveis. Para a professora Walkiria dos Santos o que as crianças comem vira assunto de sala de aula.
Em outra escola os trabalhos mostram que as crianças já sabem diferenciar o que faz ou não bem para a saúde. A mudança veio com a ajuda de nutricionistas.

print
Comentários