Entre os dias 11 e 13 de outubro, 25 alunos do UNIFOR-MG, dos cursos de Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental, fizeram uma viagem a cidade de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, que faz fronteira com a Argentina e o Paraguai. Na ocasião, os estudantes visitaram a Usina Hidrelétrica Binacional de Itaipu e o Parque Nacional de Iguaçu.
O professor Wander Lopes, responsável pela visita técnica, explicou que, no primeiro dia, o grupo cruzou a fronteira e visitou o Parque Nacional Iguazú, na Argentina, onde os alunos puderam conhecer a exuberância das cataratas do Rio Iguaçu, bem como a biodiversidade que as rodeia.
O segundo dia da visita foi na Hidrelétrica Binacional de Itaipu (cuja energia produzida serve ao Brasil e ao Paraguai). Segundo o professor, na oportunidade, os estudantes puderam ver o Refúgio Biológico, onde biólogos e profissionais afins executam um projeto de conservação da flora e fauna local. Neste local, os alunos verificaram quais os impactos ambientais que uma empresa deste porte, que é a maior do mundo em geração de energia, causa na região e quais medidas aplicadas para tentar minimizar estes impactos no meio ambiente. Os acadêmicos fizeram, ainda, um circuito especial, que é um passeio pelas áreas externas e internas da usina e assistiram ao funcionamento das turbinas geradoras de energia.
No terceiro e último dia, os alunos foram ao Parque das Aves, uma área ambiental temática que alia turismo ecológico à preservação ambiental. O Parque é composto por um borboletário, viveiros de aves, sagüis, beija-flores e por um setor de répteis. Em seguida, seguiram para o Parque Nacional do Iguaçu, unidade de conservação brasileira, onde estão os conjuntos de cataratas considerados os mais bonitos do planeta.
O professor Wander comentou que esta viagem foi uma excelente oportunidade de aprendizado e conhecimento, na qual todos puderam tomar consciência de quais medidas de sensibilização e educação ambiental são necessárias para conservar este Patrimônio Mundial, tombado pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), em 1984.

print
Comentários