TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (I)

A descoberta, um tanto quanto atrasada, de que a Penitenciaria de Formiga pode vir a abrigar 50 presos enquadrados como sendo de “alta periculosidade”, fervilha por toda a cidade e tem provocado uma série de manifestações, em especial da classe política.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (II)

O atraso na descoberta se prende ao fato de que a prática anunciada pela Rádio Itatiaia e reproduzida por órgãos de imprensa local já ocorre há anos por aqui. Nessa quinta-feira, (9), Sérgio Evaristo de Souza, Diretor Regional da 7ª Região Integrada de Segurança Pública, durante entrevista coletiva sobre o assunto, promovida pelo município em atendimento à solicitação de representantes de familiares dos presos, disse com todas as letras que não de trata de transferência de 50 presidiários e afirmou: muito mais de 200 detentos já vieram para cá, pois esta é uma prática comum no sistema carcerário mineiro.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (III)

Detalhe que foi notado e merece ser anotado: Nenhum dos vereadores que na reunião de segunda feira, se postaram contra a prática, esteve presente na coletiva que foi anunciada até mesmo com muita antecedência pelo poder Executivo que a organizou.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (IV)

Por telefone, após a reunião festiva que a Câmara fez na segunda-feira (6), (descumprindo o contido em portaria da própria Casa), quando homenageou algumas personalidades agraciadas com o título “Mulher Cidadã” e “Dia do Rotariano Formiguense” o presidente da Casa, vereador Mauro César, contatou o deputado federal José Silva – Solidariedade –  solicitando o empenho do parlamentar para junto do Estado de Minas Gerais, coibir tal prática.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (V)

Solícito como de costume, o deputado prometeu agendar com o governador uma audiência para tratar da urgente questão, lembrando a seu interlocutor que, provavelmente, isso se dará nos próximos dias, na forma usual do atendimento do governador, de forma virtual.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (VI)

Os vereadores Cabo Cunha, Flávio Couto e Flávio Martins também interagiram com o deputado na mesma ligação. Cunha, além de agradecer o empenho do deputado, como de costume, lembrou que falta a esta cidade um “legítimo” cidadão formiguense, a representando no parlamento estadual. Aí, certamente prevendo que pudesse não ser bem entendido em sua colocação, tratou de elogiar e agradecer ao deputado pelos bons serviços já prestados ao município.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (VII)

Flávio Couto, na mesma linha agradeceu o apoio do colega de partido que nas palavras de Flávio, também tem agido em favor da sofrida classe de homens do campo, categoria que ambos representam.

TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (VIII)

Flávio Martins, que é do ramo, informou ao deputado que não faz muito tempo teve que intervir junto a um outro deputado em BH par transferir daqui alguns hóspedes indesejáveis, autores de assalto de repercussão nacional (Assalto ao Banco Central de Fortaleza), todos eles considerados como sendo indivíduos de grande periculosidade e que graças a intervenção do vereador acabaram sendo transferidos para a Penitenciária de Francisco Beltrão.

 TRANSFERÊNCIA DE PRESOS (IX)

Mauro encerrou o papo com o deputado federal agradecendo mais uma vez seu empenho na busca de soluções para os problemas que, vez por outra, surgem no município e aproveitando o ensejo, cobrou do amigo, o anúncio em breve, do envio de R$ 500 mil por ele prometido para auxiliar nas ações de combate à Covid-19.

print
Comentários