O tão merecido gozo às férias, que os médicos dos Postos de Saúde da Família (PSFs) do munícipio têm direito, assim como todo profissional,  está prejudicando pacientes de alguns bairros  da cidade.

Posto de Saúde do bairro Alvorada (Foto: Arquivo do portal Últimas Notícias)

Os postos dos bairros Sagrado Coração de Jesus, Bela Vista 2, Alvorada, Engenho de Serra e Asadef (Santo Antônio) estão sem atendimento médico devido às férias dos  profissionais. As famílias de pacientes, com pedidos de exames complexos e idosos com problemas graves, estão sem saber o que fazer, pois, os  médicos do Pronto Atendimento Municipal (PAM) atendem apenas  serviço de urgência e emergência e não fazem pedidos de exames.

Na tarde desta terça-feira (19) o portal recebeu a reclamação de uma  mãe de uma adolescente do bairro Santo Antônio. Ela informou que a filha precisa fazer um exame urgente de diabetes, mas o médico do Posto de Saúde do bairro está de férias. “Entrei em contato com a Secretaria de Saúde e me deram duas opções: ou espero o término das férias do médico do Posto de Saúde do meu bairro, ou tento marcar uma consulta nos Postos de Saúde de outros bairros, que estão funcionando normalmente, mas não me deram garantia de que minha filha será atendida, pois, os médicos atendem pacientes de outros bairros apenas se quiserem”, disse a mulher.

Posto de Saúde do bairro Rosário (Foto: Arquivo do portal Últimas Notícias)

Para piorar a situação da população, a equipe de redação entrou em  contato com todos os Postos de Saúde da cidade e descobriu que nas unidades do Centro, Vila Didi e Rosário, os profissionais estão trabalhando em horários reduzidos  (operação tartaruga) devido ao atraso nos pagamentos. Informações confirmadas por profissionais das unidades de atendimento.

Paralisação que, segundo uma paciente, afetará também o Laboratório Municipal. Outra mulher postou na segunda-feira (18), na rede social Facebook, a informação de que ela teria ido ao laboratório marcar um exame, mas não conseguiu. Na unidade ela foi informada que as marcações estavam suspensas, pois os funcionários entrarão em greve caso não recebam os salários atrasados.

O atendimento nos outros Postos de Saúde da cidade segue normal.

Referente à operação tartaruga nos postos do Centro, Vila Didi e Rosário, a Secretaria de Comunicação enviou a seguinte nota:  “Não houve qualquer comunicado à Secretaria de Saúde nesse sentido e será feita uma apuração interna para verificar o que está acontecendo. É inverídica a informação de que os médicos não recebem desde novembro. Todos os salários referentes a novembro, bem como o décimo terceiro, já foram pagos. O salário de dezembro será quitado nos próximos dias. Ocorre ainda que os salários dos médicos estão entre os mais altos da Prefeitura e, nestes tempos de crise, a prioridade é pagar primeiro quem recebe menos. Também é prioridade para a administração colocar todos os salários em dia, independente do valor. Sobre os pedidos de exames, caso o paciente não consiga atendimento no PSF, deve procurar a Ouvidoria da Secretaria de Saúde, no Edifício Antônio Vieira, para que as providências sejam tomadas”.

Imprimir

Comentários