Na manhã desta quarta-feira (31), passageiras do transporte público de Belo Horizonte começaram a receber apitos que vão auxiliar no combate à importunação sexual.

Agentes femininas da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH), da BHTrans e da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), responsáveis pela ação, alertaram as mulheres quanto à prática que se tornou crime no mês passado. A distribuição ocorre, a princípio, na Estação São Gabriel, região Nordeste da capital.

A escolha do local inicial para a ação foi conforme diagnóstico feito pelas entidades, sendo uma das regiões que mais registrou casos de importunação sexual. “Com a campanha, esperamos que casos, muitas vezes subnotificados, sejam denunciados”, explicou Aline Oliveira, guarda civil municipal, que está à frente da campanha.

“Os apitos servirão, também, para empoderar as mulheres nesses casos”, completou Aline. Segundo ela, 10 mil apitos e cartilhas serão distribuídos em ações pontuais.

Botão de pânico

Na segunda-feira (29), representantes das empresas de transporte de BH participaram de um treinamento na sede do Setra-BH. O objetivo do encontro era de capacitar os motoristas sobre como deveriam, e em quais situações, acionar o “botão de pânico”.

A função, quando solicitada, encaminha informações em tempo real do veículo para que viaturas da GMBH interceptem o ônibus e identifiquem os suspeitos.

(Foto: divulgação Hoje em Dia)

 

 

Fonte: Hoje em Dia ||

Imprimir

Comentários