Milhares de pessoas participaram na manhã deste domingo de um ato na Praça da Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, de um ato  a favor da candidatra de Jair Bolsonaro (PSL) a presidente da República.

Os simpatizantes portaram bandeiras do Brasil, faixas e cartazes contra o PT e blusas com as cores verde e amarela. Um carro de som tocou os hinos Nacional, da bandeira e das Forças Armadas. Blusas com a foto de Bolsonaro eram vendidas a R$ 20.

O ato foi organizado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem pra Rua. Os organizadores estimaram o público em 50 mil pessoas, número não confirmado pela Polícia Militar.
Do alto de um trio elétrico, apoiadores do capitão reformado do Exército se revezaram em discursos inflamados. O deputado federal Marcelo Alvaro Antonio (PSL) – coordenador da campanha presidencial em Minas Gerais – pediu votos para derrotar o PT e afirmou que a executiva nacional do PSL está com a “consciência tranquila” que fez toda a campanha seguindo a legislação eleitoral.

Ele referia-se a denúncia publicada pelo jornal Folha de S. Paulo de que houve caixa 2 patrocinado por empresas para o envio de mensagens de WhatsApp contra o PT.

A jornalista e deputada federal eleita por São Paulo Joyce Hasselmann veio a Belo Horizonte para participar do ato. Fortemente aplaudida pelos participantes do evento, ela afirmou que os aliados farão campanha para Bolsonaro até o último minuto “enquanto ele está descansando”.

“Temos que dar uma resposta para a esquerdalhada maldita”. Do alto do trio, jogou flores brancas no público, segundo ela, para mostrar que o candidato quer “paz”. “Eles o chamam de machista, homofóbico, fascista, misógeno. Mas quem foi esfaqueado e está em casa?”, afirmou Hasselmann. “Não adianta nos atacar porque nós estamos preparados”, continuou.

Entre as participantes da manifestação estava a socióloga Bárbara Sampaio Costa, de 63 anos. Ela contou que saiu às ruas em 2016 para pedir o impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT)  e agora fez questão de participar do ato deste domingo para “tirar o PT do poder de vez”.

Eleitora de Jair Bolsonaro, ela reconheceu que o deputado federal, no entanto, não é melhor nome para ocupar o Palácio do Planalto. “Não acho que ele é o ideal. Mas no momento, minha luta é para tirar o PT do poder”, justificou a socióloga. Bolsonaro disputa o segundo turno das eleições contra o ex-ministro da Educação Fernando Haddad (PT).

Já a auxiliar de pessoa Andreia Nunes, de 43 anos, levou uma faixa com a frase “Sou mulher e apoio o Bolsonaro. #Elesim”, em alusão ao movimento #Elenão, organizado por mulheres em todo o país. “Como mulher não me sinto ofendida por nada que ele fala. Ele é um candidato super correto, que representa tudo que os brasileiros de bem querem”.

Mais manifestações pelo Brasil

Além de Belo Horizonte, manifestações a favor candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foram registradas em diversas cidades do país neste domingo (21). Os atos foram convocados pelas redes sociais por várias entidades.

Na cidade de São Paulo, a manifestação começou na Avenida Paulista. Grupos como o Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem pra Rua atravessram caminhões de som próximo ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Foram feitos discursos contra Lula, o presidenciável Fernando Haddad (PT) e Dilma. Roussef.

Apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) se reúnem para manifestação em apoio ao candidato, na Avenida Paulista — Foto: Kevin David/A7 Press/Estadão Conteúdo

Apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) se reúnem para manifestação em apoio ao candidato, na Avenida Paulista — Foto: Kevin David/A7 Press/Estadão Conteúdo

Ainda no estado de São Paulo, ocorreram atos em Jundiaí, Araçatuba, São José do Rio Preto, Mogi das Cruzes e Santa Isabel.

No Rio de Janeiro, a manifestação passou por Copacabana.

Em Brasília, no Distrito Federal, apoiadores do candidato do PSL à Presidência promovem um ato na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Além da concentração de manifestantes no gramado próximo ao Congresso Nacional, uma carreata a favor do candidato percorreu das 9h30 às 12h30 os principais monumentos da área central da capital federal.

Nas capitais, manifestações ainda ocorreram em Belém, Recife, Maceió e Salvador.

Já em Belo Horizonte, a manifestação convocada pelo movimento Vem pra Rua foi contra o PT e teve concentração na Praça da Liberdade. Os manifestantes seguiram depois em direção à Savassi.

Em Manaus, o ato está previsto para começar às 16h30 (horário de Brasília).

Manifestação pró-Bolsonaro em Brasília — Foto: Reprodução/TV Globo

Manifestação pró-Bolsonaro em Brasília — Foto: Reprodução/TV Globo

Manifestação pró-Bolsonaro em Maceió neste domingo (21) — Foto: Douglas França/TV Gazeta

Manifestação pró-Bolsonaro em Maceió neste domingo (21) — Foto: Douglas França/TV Gazeta

Manifestação a favor de Bolsonaro em Jundiaí (SP) neste domingo (21) — Foto: Vinícius Whitehead/G1

Manifestação a favor de Bolsonaro em Jundiaí (SP) neste domingo (21) — Foto: Vinícius Whitehead/G1

Manifestação a favor de Jair Bolsonaro (PSL) no Rio neste domingo (21) — Foto: Fernanda Rouvenat/G1

Manifestação a favor de Jair Bolsonaro (PSL) no Rio neste domingo (21) — Foto: Fernanda Rouvenat/G1

Manifestação a favor do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) em Araçatuba (SP) neste domingo (21) — Foto: Patrícia Dias/TV TEM

Manifestação a favor do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) em Araçatuba (SP) neste domingo (21) — Foto: Patrícia Dias/TV TEM

Manifestação pró-Bolsonaro em São José do Rio Preto (SP) neste domingo (21) — Foto: Fernando Daguano/TV TEM

Manifestação pró-Bolsonaro em São José do Rio Preto (SP) neste domingo (21) — Foto: Fernando Daguano/TV TEM

Estado de Minas

G1

print
Comentários