Depois de um ano desafiador, com o ensino remoto, os professores de Minas Gerais se preparam para retornar nesta segunda-feira às salas de aula. De acordo com decisão da Justiça, colégios do Vale do Aço e do Triângulo Norte estão autorizados a começar a retomada presencial das atividades já que são as únicas regiões do Minas Consciente que não estão na Onda Vermelha.

Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, que faz parte do Triângulo Norte, cerca de 70 mil alunos, da educação infantil ao ensino médio, retornam ao ambiente escolar. O retorno será em sistema híbrido, ou seja, com revezamento entre aulas presenciais e remotas tanto na rede municipal de ensino quanto na rede privada. Em uma semana metade dos estudantes vão para o ensino presencial e na outra metade segue o conteúdo a distância. Na semana seguinte os que tiveram aulas presenciais passam para ensino remoto e vice-versa. Pais e responsáveis poderão optar pela permanência de estudantes no ensino remoto, sem risco de penalizações.

O Executivo municipal informou que todos os professores da rede municipal vão regressar às atividades presenciais nesta segunda-feira independente de estarem vacinados ou não contra a covid-19. Uberlândia conta hoje com 8.500 servidores da educação, sendo que ao menos 2 mil já estão vacinados e, segundo a prefeitura, 4.000 fizeram cadastro para serem imunizados. 

Na rede estadual de ensino as atividades escolares presenciais também têm início nesta segunda-feira com o retorno dos professores. A volta dos alunos está prevista para o dia 21, próxima segunda-feira. Segundo a Secretaria de Estado de Educação, o retorno, que será facultativo, vai começar por alunos dos primeiros anos do ensino fundamental (1º ao 5º ano) nas regiões que estão classificadas como Onda Amarela ou Verde do plano Minas Consciente e onde não houver restrições da prefeitura.

Ainda segundo o governo de Minas, o regime de estudo não presencial segue ativo com as atividades dos planos de estudos tutorados obrigatórios. Todos os gestores escolares das quase 3.600 escolas da rede pública de Minas precisam seguir uma lista de tarefas, uma espécie de check-list, para organizar o ambiente da escola para receber os estudantes e também funcionários. 

As escolas devem ter equipamentos de proteção e produtos de higiene, como dispensador com sabonete líquido, álcool em gel, copos descartáveis, papel toalha, luvas e lixeiras com tampa e pedal. Além disso é recomendado as escolas adoção de horários distintos de entrada e saída para diferentes turmas.

Relembre

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) liberou na quinta-feira (10) o retorno das aulas presenciais em escolas públicas do Estado. O retorno vai ser permitido apenas para colégios de municípios que estão nas ondas Verde ou Amarela do programa Minas Consciente.

Fonte: Itatiaia

Imprimir
Comentários