Redação Últimas Notícias

As Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) de todo o país puderam solicitar, entre 4 de setembro e 3 de outubro, o auxílio financeiro emergencial previsto na Lei nº 14.018/20.

No total, o Governo liberou R$ 160 milhões para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A distribuição considerou o número de idosos atendidos.

O auxílio está sendo executado pela Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, cujo responsável é o formiguense Antônio Costa (Toninho Costa), por meio do programa Solidarize-se. O órgão integra a estrutura do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Umas das instituições beneficiadas com o auxílio é o Asilo São Francisco de Assis, de Formiga.

De acordo com Toninho Costa, o asilo, que é mantido pela Sociedade São Vicente de Paulo, e atende cerca de 78 idosos, irá receber R$ 174.591 mil.

“Em condições normais, o cenário dessas entidades já é de extrema dificuldade para arcar com os custos de funcionamento e manutenção. Com a crise que estamos atravessando, a situação se tornou ainda mais grave e insustentável, exigindo uma intervenção mais direta de apoio para a promoção e a proteção dos direitos dos nossos idosos“, comentou Toninho Costa sobre a concessão do auxílio.

O Últimas Notícias entrou em contato com o presidente do asilo, Carlos Henrique Silva, para saber da importância deste socorro financeiro em tempos de pandemia, segundo ele, a notícia da liberação dos valores não poderia ter chegado em melhor hora. “A fase que estamos passando tem sido muito difícil, com a queda nas doações principalmente de fraldas geriátricas e itens importantes na manutenção dos trabalhos, por isso essa verba do Governo Federal será tão importante.

De acordo com o presidente, os valores ainda não foram liberados. Ele agradeceu a secretaria de Toninho Costa e ministra Damares Alves, dizendo que apesar de estar a apenas 1 ano 4 meses à frente do asilo, sabe que ações governamentais favoráveis às casas que abrigam idosos são raríssimas. “O Toninho entrou em contato conosco antes mesmo da publicação do edital para nos organizarmos e para isto, contamos com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Humano do município que nos instruiu com respeito à documentação, sem a qual não conseguiríamos esses valores”, comentou Carlos Henrique que espera poder continuar contando com o apoio da população, pois as necessidades do asilo são muitas e permanentes.

Matéria atualizada às 17h38 para acréscimo de informações

Imprimir
Comentários