A Associação Brasileira de Imprensa pediu a renúncia do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após as falas contra a repórter Laurene Santos durante uma visita a Guaratinguetá, no interior de São Paulo. Nessa segunda-feira (21), o presidente ficou irritado ao ser questionado por não estar usando a máscara na chegada a um evento e chegou a mandar a jornalista calar a boca.

“Vocês são canalhas! Vocês fazem um jornalismo canalha, que não ajuda em nada! Vocês destroem a família brasileira, vocês destroem a religião brasileira! Vocês não prestam. A Rede Globo não presta. É um péssimo órgão de informação. Se você não assiste a Globo, você não tem informação. Se você assiste, está desinformado. Você tinha que ter vergonha na cara em se prestar (a fazer) um serviço porco que é esse que você faz, na Rede Globo”, disse.

No texto, a Associação Brasileira de Imprensa diz que, com destempero, Bolsonaro mostrou ter sentido profundamente o golpe das manifestações de sábado (19) e que apontam o crescente isolamento do governo. 

Em nota, a TV Globo e a TV Vanguarda disseram repudiar e lamentar o tratamento dado pelo presidente à repórter Laurene Santos, que cumpria apenas o seu dever profissional. 

Fonte: Itatiaia

Imprimir
Comentários