Um carro-bomba explodiu nesta segunda-feira (10) diante de um edifício governamental em Mogadíscio, capital da Somália, destruindo prédios e provocando seis mortes. A ação foi reivindicada pelo grupo Al-Shabab.

“Transportamos seis pessoas mortas e outras 16 feridas. O número de mortos pode subir”, disse Abdikadir Abdirahman, o diretor do serviço de ambulâncias, à Reuters.

“Aconteceu uma grande explosão e, segundo as primeiras informações, foi provocada por um carro-bomba contra o quartel-general do distrito de Hodan”, afirmou o policial Ibrahim Mohamed à agência de notícias France Presse.

Antes de explodir, o carro forçou a passagem por um posto de segurança.

Al-Shabab
O nome Al-Shabab significa ‘A Juventude’ em árabe. O grupo surgiu como uma ala radical da hoje extinta União das Cortes Islâmica da Somália em 2006, enquanto combatia forças etíopes que invadiram o país para apoiar o fraco governo interino.

Nas áreas sobre seu controle, impôs uma versão rígida da sharia (lei islâmica), desde o apedrejamento até a morte das mulheres acusadas de adultério, passando pelo amputamento dos acusados de roubo.

Estima-se que, atualmente, o grupo tenha de 7 mil a 9 mil combatentes, incluindo estrangeiros.

IMPRIMIR

Fonte:

G1