No fim da tarde desta terça-feira (31), cerca de 50 pacientes aguardavam pelo atendimento no Pronto Atendimento Municipal (PAM). O problema, segundo um dos médicos plantonistas, ocorreu após atendimentos complexos e demorados na parte da manhã, quando quatro pacientes chegaram ao PAM com parada cardiorrespiratória, sendo que dois deles foram a óbito e dois foram transferidos.
Se não bastasse, foram atendidos no local, dois casos de infarto com os pacientes transferidos para o CTI de Lagoa da Prata.
Com todos esses casos, as fichas de atendimento se acumularam, ficando 54 pessoas para sem atendidas no período da tarde. Deste total, 48 foram atendidas no Pronto Atendimento e 6 foram transferidos para o ambulatório da dengue, por apresentarem sintomas da doença.
Segundo o plantonista, hoje há uma sobrecarga de atendimento de 200 a 300 atendimentos por plantão de doze horas.
Por volta das 17h30, havia dois médicos plantonistas no PAM atendendo os pacientes, e haja paciência!

print
Comentários