A decisão nesta quarta-feira (20), às 19h15, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, entre Atlético e Grêmio, que brigam pela taça da Série A, terá mais um duelo entre os treinadores Jorge Sampaoli e Renato Gaúcho, que não perde a chance de alfinetar o argentino desde os tempos em que ele comandava o Santos, isso em 2019.

A vitória é fundamental para o Galo para que ele possa aproveitar o confronto direto entre São Paulo e Internacional, no mesmo dia, no Morumbi, às 21h30. Já para o seu comandante, buscar os três pontos na casa gremista terá um sabor de vingança.

A grande campanha santista no Brasileirão de 2019, quando fez 74 pontos, é suficiente para se erguer a taça na edição de 2020 da competição. Segundo o Probabilidades no Futebol, site mantido pelo Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), são de 99,18% as chances de um time ser campeão com esta marca.

O problema do Peixe foi o Flamengo, do português Jorge Jesus, que bateu todos os recordes dos pontos corridos alcançando impressionantes 90 pontos em 114 disputados, aproveitamento de 78%.

Assim como está acontecendo com o Atlético, melhor mandante da Série A 2020 com 80% de aproveitamento, a campanha do Santos de Sampaoli teve como base também um grande desempenho dentro da Vila Belmiro, onde o time ganhou 80,7% dos pontos disputados.

A única derrota santista dentro de casa foi a goleada de 3 a 0 para o Grêmio, de Renato Gaúcho, em 21 de setembro, pela 20ª rodada. Os dols gremistas foram de Luan, Everton e Pepê, sendo que os dois primeiros não defendem mais o tricolor gaúcho.

Declarações

A rivalidade entre os dois treinadores tem um lado só, pois apenas Renato Gaúcho fala de Sampaoli. Em entrevista ao jornal Zero Hora, de Porto Alegre, em novembro de 2019, quando o argentino ainda estava na Vila Belmiro, ele garantiu: “O Sampaoli vem fazendo um bom trabalho? Sim, o Sampaoli vem fazendo um bom trabalho. Aí eu te pergunto: ganhou alguma coisa? Não, pelo contrário, em todas as competições o Santos saiu”.

E o treinador gremista seguiu seu raciocínio: “Na Sul-Americana, foi eliminado por uma equipe que eu nunca tinha ouvido falar. E em casa. Depois, foi desclassificado na Copa do Brasil (para o Atlético), em casa também. Só ficou no Brasileiro. Então, é aí que eu falo. Está fazendo um bom trabalho? Sim, mas o trabalho é bem feito quando você ganha”.

Após o confronto entre Atlético e Grêmio, no turno de 2020, em 26 de setembro, no Mineirão, partida vencida pelo Galo por 3 a 1, com um hat-trick de Keno, Renato Gaúcho, mesmo que indiretamente, voltou a cutucar o argentino.

“Na minha opinião, pelo menos, essas equipes grandes do Campeonato Brasileiro, uma delas o Atlético, elas têm a obrigação de brigar pelo título, até porque, daqui até o final do ano, o Atlético deve fazer apenas 25 partidas, ou seja, é uma vantagem que eles têm”, afirmou o comandante gremista.

Na noite desta quarta, Sampaoli, que já venceu o Campeonato Mineiro 2020 com o Atlético, tenta vingar os 3 a 0 de 2019 na Vila Belmiro com uma vitória que será um passo importante para ele ganhar seu primeiro grande título no futebol brasileiro.

Fonte: Hoje em Dia

Imprimir
Comentários