A avaliação positiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governo federal mantiveram-se estáveis em outubro deste ano, segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira.
O governo apresentou avaliação positiva de 46,5%, contra 47,5% em junho deste ano. Já a avaliação negativa oscilou de 14% para 16,5% em outubro –dentro da margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.
Já a avaliação do desempenho pessoal de Lula, embora tenha se mantido estável, teve uma pequena oscilação: 64% em junho para 61,2% em outubro. O índice de desaprovação do presidente também oscilou de 29,8% em junho para 32,5% em outubro.
O presidente Lula está popular em estabilidade. Pode estar havendo uma pequena queda, mas não podemos fazer esta conclusão neste momento porque o índice está dentro da margem de erro, afirmou o presidente da CNT, Clésio Andrade.
Segundo ele, o alto índice de popularidade do presidente é conseqüência da expectativa positiva da população em relação ao emprego, aos programas sociais e aos índices econômicos do país. É um conjunto de fatores que têm ajudado.
A pesquisa ouviu 2.000 pessoas em 136 municípios do país, entre os dias 8 e 12 de outubro.
Segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 1º e 2 de agosto, 48% dos brasileiros consideram que o governo Lula continua ótimo ou bom, exatamente o mesmo índice registrado em março.

Imprimir
Comentários