Delegacia de Orientação e Proteção à Família de Uberaba investiga denúncia de que uma avó teria praticado estupro de vulnerável contra a neta de apenas 3 anos. O crime foi denunciado à Polícia Militar (PM) pela mãe da criança, de 30 anos, nesta quinta-feira (7).

De acordo com relato da mulher aos policiais, a sua mãe teria colocado o dedo e feito movimentos na vagina da sua filha. Diante da afirmação, a PM acionou a Polícia Civil (PC) para apurar melhor a grave denúncia.  O Conselho Tutelar também foi comunicado para procurar a família, afim de oferecer atendimento psicológico à criança. A reportagem entrou em contato com a delegada responsável pela Delegacia de Orientação e Proteção à Família de Uberaba, Mariana Pontes Andrade, mas não obteve resposta.

Segundo a Lei Penal, a pena para quem pratica estupro de vulnerável (a conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos) é de reclusão de 8 a 15 anos.

Fonte: Estado de Minas

print
Comentários