O Banco de Alimentos Municipal recebeu, na terça-feira (06) uma doação de 533 kg de Banana Prata da Secretaria de Desenvolvimento Rural Sustentável, adquiridos com o agricultor Sérgio Carlos Teixeira. A aquisição foi feita através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), pelo sistema de Compra Direta com Doação Simultânea da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).
O agricultor Sérgio que já faz parte do PAA desde os primeiros projetos, ainda incentiva outros produtores, o que na prática é associativismo puro. Sérgio afirma que se sente muito bem, participando e comercializando produtos para o Programa porque percebe a seriedade com que é conduzido. ?É muito melhor do que ir para a CEASA (Central de Abastecimento), onde a ação dos atravessadores me tira grande parte dos lucros. Aqui eu gasto só o combustível, além de ter a certeza de que estando no projeto a minha produção tem destino certo, e fica aqui mesmo, para alimentar o povo daqui. Peço a Deus que continue?, comenta.
Seis toneladas de Mel adquiridas
Foram também entregues ao Banco de Alimentos, na tarde de quarta-feira (07), três toneladas de mel, adquiridas através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da CONAB. Mais três toneladas serão entregues amanhã, relativo à cota comprada pela Associação dos Apicultores de Formiga (APIFOR). Dos 35 associados, 12 efetivaram a venda, sendo que, cada apicultor entregou aproximadamente 550 kg de mel. O produto foi entregue no Banco de Alimentos e será repassado a escolas municipais e entidades cadastradas.
Esta é a primeira venda da APIFOR para o programa e os apicultores formiguenses se mostraram muito entusiasmados. De acordo com Geraldo Coelho presidente da associação, a APIFOR se fortalece com este tipo de negociação. ?É ótimo para nós porque vendemos uma grande quantidade e ainda temos a participação dos companheiros. É muito melhor vender assim do que a granel, pois isso aumenta o nosso poder de negociação?, disse o presidente.
O apicultor Adriano Nunes Costa também está muito satisfeito com os resultados. ?A partir do momento que montamos a associação, agora podemos negociar com a CONAB e agregar valor ao mel, agora esperamos negociar outros produtos como a própolis. Nessa forma de negociação a gente deixa de vender uma lata de mel com 25k a R$70 e passa a vender a R$ 100 ou R$150?, afirmou Costa. Ele fez questão de ressaltar que esse mel tem que ser de qualidade, pois vai alimentar as crianças das escolas municipais. ?A nossa região tem grande potencial para o mel que já foi muito explorado e depois perdeu espaço para a própolis, que é mais rentável. Com esse valor que estamos conseguindo repassar o produto, eu acredito que os apicultores vão passar a acreditar mais no mel?, finalizou Costa.
Desde o ano de 2005, através do PAA, a Prefeitura destinou recursos na ordem de R$ 950 mil. Contando com a doação no próprio município, o beneficio é dobrado, ou seja, esse recursos representam mais de R$ 1,8 milhão.

print
Comentários