O Banco do Brasil encerrou o ano passado com lucro líquido de R$ 10, 148 bilhões, resultado 15,3% superior ao registrado no ano anterior.
Desconsiderados os efeitos extraordinários, o lucro recorrente atingiu R$ 8.506 milhões, 27,2% acima do resultado recorrente de 2008. ?O resultado recorrente do ano foi influenciado pelo montante de R$ 3.030 milhões resultado da atualização dos ativos e passivos atuariais do Plano de Aposentadoria e Pensão dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ)?, diz o banco em nota.
Os ativos totais do banco alcançaram R$ 708, 549 bilhões ao final de 2009, crescimento de 3,3% no trimestre e de 35,9% em relação ao total de ativos de 2008. O resultado mantém o BB na liderança entre os bancos brasileiros: o Itaú-Unibanco, segundo maior banco, fechou o ano com R$ 608,3 bilhões em ativos.
Carteira de crédito
Ao fim de dezembro, a carteira de crédito total estava em R$ 300,829 bilhões, uma evolução de 33,8% em 12 meses. O crédito às pessoas físicas expandiu 88,1% em 12 meses e atingiu R$ 91,8 bilhões. Esse montante representa mais de 30% da carteira de crédito total do banco, contra os 21,7% no ano passado. Entre as linhas de crédito ao consumo, o crédito consignado atingiu R$ 36,5 bilhões, destacou a instituição.
No segmento pessoas jurídicas, a carteira de crédito somava R$ 125,336 bilhões ao fim de 2009, uma expansão de 29% em 12 meses.
Maior lucro
Em valores ajustados pelo IGP-DI, o lucro do Banco do Brasil é o maior já obtido por um banco brasileiro, segundo levantamento da consultoria Economatica, superando o recorde do Itaú-Unibanco também no ano passado.
Quarto trimestre
O quarto trimestre de 2009 significou para o Banco do Brasil um lucro líquido de R$ 4,155 bilhões, com alta de 41,1% em relação aos R$ 2,944 bilhões somados um ano antes.
Sem efeitos extraordinários, o lucro registrado entre outubro e dezembro do ano passado correspondeu a R$ 1,819 bilhão, excedendo em 11,9% o R$ 1,626 bilhão do trimestre final de 2008. No calendário todo, o lucro subiu 27,2%, para R$ 8,506 bilhões, em comparação aos R$ 6,685 bilhões somados em 2008.

Imprimir
Comentários