Por Priscila Rocha – Últimas Notícias

A banda Taverna levou para casa, no sábado (31), o prêmio de melhor letra do Lacustre- 1° Festival de Música Autoral de Lagoa da Prata.

Realizado na Praia Municipal de Lagoa da Prata e prestigiado por centenas de pessoas de todas as idades, da cidade e região, o Lacustre contou com apresentação de oito bandas, seis lagopratenses: Thalita Aneda, Maria Júlia, Bicho Mecânico de Asas, Língua de Musquito, André Laine e Volta Elétrica e apenas duas de outras cidades: Taverna, de Formiga e Zé Cotché, de Contagem.

A Banda Taverna apresentou duas músicas “Desempregado” e “Quarto Escuro” e venceu com a canção “Desempregado”  que, de acordo com o júri, conseguiu unir harmonicamente letra e melodia.

De acordo com a banda, a letra da música, escrita pelo vocalista Gabriel Nogueira (Guma) é simples e direta. “A letra de ‘Desempregado’ expressa um momento em que os integrantes da banda estavam vivendo, ou seja, sem emprego. Mas estar nessa condição é, por outro lado, ter o tempo livre para outras experimentações: estava lendo nessa época um livro do poeta Manoel de Barros, escutava música quase o dia inteiro, gostava de andar pelas ruas, ficava brincando com o violão no fundo do quintal. Essas vivências se tornaram matéria prima e foi a partir daí que a letra nasceu”, disse Guma.

O vocalista falou ainda sobre a satisfação de ter conquistado o prêmio. “Para nós, só de participar do festival já era uma conquista. O evento foi maravilhoso: a organização, os músicos, o público, a charmosa praia municipal. Fomos muito bem recebidos por todos. Sinceramente, foi uma surpresa ganhar o prêmio! Sabíamos que o júri teria muita dificuldade, pois todas as bandas demonstraram grande potencial. Quando revelaram o prêmio de Melhor Letra, fiquei emocionado”, disse.

Além das apresentações musicais, o festival contou com exposições autorais de fotografia, pintura e artesanato. O fotógrafo formiguense Gustavo Borges também participou do evento apresentando registros fotográficos referentes ao mundo do rock no trabalho intitulado “Hoje ainda é dia de rock”.

Para Gustavo que já expos em Formiga, Lavras e em consagrados festivais como o Psicodália, em Santa Catarina, o Lacustre foi um belo festival. “O festival aconteceu em um ambiente muito bom, onde as pessoas puderam ficar em harmonia com a natureza e música autoral de qualidade. Foi muito gratificante expor meu trabalho no evento, várias pessoas vieram me parabenizar, o que é muito importante, pois nos dar força para continuar”.

Para a organização do evento, que foi idealizado e montado por um grupo de amigos da cidade, o festival foi fantástico. “Estamos muito felizes com o resultado do evento. O Lacustre serviu para mostrar a todos que existem sim ótimos músicos no interior do Estado e que merecem ser reconhecidos”, comentou Helder Cardoso.

Confira as premiações:
Melhor música – Thalita Aneda: premiação R$2 mil
2ª melhor música – Volta Elétrica: premiação R$1.500
Melhor Letra – Taverna: premiação R$1 mil
Melhor reinterpretação – Língua de Mosquito: premiação R$500
Além da premiação, as duas melhores músicas e a melhor letra ganharam um desconto para gravar uma canção em um estúdio de Lagoa da Prata.

Taverna
Taverna é uma banda de blues que apresenta durante os shows músicas autorais e os clássicos do rock, blues e folk e é composta por: Gabriel Nogueira – Guma (vocal), André Oliveira – Ameba (percussão), Cláudio Menezes – Presunto (gaita), Matheus Oliveira (violão) e Vinícius Couto (baixo).

A banda possui dez músicas autorais, três já foram gravadas em estúdio e podem ser conferidas no endereço: https://soundcloud.com/guma-blues-gang.

print
Comentários