A pandemia do novo coronavírus fez com que a tradicional vigília dos torcedores na Sede do Atlético fosse cancelada neste 25 de março, aniversário de 112 anos do clube. A festa, programada pelo alvinegro, aconteceu nas redes sociais, por meio de um “hinaço”.

Contudo, um solitário apaixonado pelo Galo quebrou por alguns minutos as recomendações e foi dar os parabéns in loco. Acostumado a seguir o clube também nos jogos fora de Minas e do país, o estudante Vitor Froes saiu de casa, nas proximidades da Sede de Lourdes, e acendeu o único fogo de artifício estourado por lá na noite desta quarta-feira. Os outros foram acesos nas residências.


“Desde pequeno, graças ao meu pai que me fez atleticano, a gente tem este costume de ir para a sede cantar o hino do Galo, soltar fogos… Esse ano, por causa do corona, a festa não aconteceu, mas todo mundo fez a festa em casa. Fiz a mesma coisa. Mas como moro perto da sede, eu quis passar por lá, sem querer desrespeitar nenhuma regra do Ministério da Sáude. Tive que prestar esta homenagem ao meu time do coração”, conta o DJ ao Hoje em Dia.

Em várias partes da cidade, o que se viu foi uma grande festa nas janelas. Bandeiras, camisas e o hino no volume máximo. Confira:

Fonte: Hoje em Dia

Imprimir
Comentários