A bibliotecária Agda Vaz Tonelli recebeu uma homenagem na Câmara Municipal durante a reunião desta segunda-feira (26), pelos serviços prestados à comunidade formiguense. A homenageada esteve no plenário do Legislativo juntamente com o marido Sílvio Menezes, com o filho André Menezes, além das presenças de várias bibliotecárias de Formiga. A indicação foi feita pelo vereador Gonçalo Faria/PSB.
O vereador convidou o arquivista da Câmara Municipal, Marco Aurélio Almeida, responsável pela documentação do Legislativo, para entregar a placa à homenageada.
A bibliotecária dedicou o reconhecimento à família e a todos os colegas de profissão. Agda Vaz contou que, por meio do curso de biblioteconomia, o Unifor-MG foi a segunda instituição a fazer automação no Estado, a primeira foi a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). ?Fundamos a biblioteca Doutor Sócrates Bezerra de Menezes, a biblioteca na Escola Estadual Jalcira Santos Valadão (Escola Normal) e as bibliotecas paroquiais São Vicente Férrer e Sagrado Coração de Jesus. Tínhamos também uma biblioteca na Penitenciária de Formiga, mas, infelizmente, não tivemos o apoio das polícias do município?, comentou.
Agda Vaz destacou a importância dos profissionais da área. ?É um trabalho brilhante feito em qualquer setor, seja nas bibliotecas estaduais, municipais, públicas ou rurais. É importante levar cultura à população. Fora de Formiga, ajudamos a fundar bibliotecas em várias cidades, como Arcos, Divinópolis, Boa Esperança, Lagoa da Prata, Três Corações, dentre outras?.
A homenageada se formou em biblioteconomia pelo Unifor-MG, tem pós graduação em tratamento da informação científica e tecnológica e experiência profissional na área de automação de bibliotecas. Agda Vaz foi vencedora em 2010 da medalha Deolinda Lima, uma indicação feita por meio do Conselho Regional de Biblioteconomia.

Imprimir
Comentários