A biografia que relata a vida de um dos formiguenses mais ilustres, o padre Fábio de Melo, escrita pelo jornalista da Rede Globo, Rodrigo Alvarez, já tem data marcada para ser lançada em Formiga: 28 de novembro. O local e o horário do evento ainda não foram divulgados.

Segundo o autor da biografia, a ideia de escrever sobre a vida do padre veio após conhecer o sacerdote, em Jerusalém.  Para o jornalista, não foi ele quem escolheu escrever a biografia do padre e, sim, a vida. “Nosso encontro mostrou que havia uma afinidade muito grande entre nós dois, mesmo ele sendo padre e eu um escritor e jornalista. Poucos dias depois do nosso encontro, mesmo sem saber quase nada da história de vida dele, senti que queria conta-la”, diz.

O jornalista Rodrigo Albanez e padre Fábio de Melo (Foto: Divulgação)

A biografia tem como base mais de um ano de conversas com o padre, em mais de 100 horas gravadas. “Algumas vezes dentro de aviões, pois era o que a vida agitada nos permitia, outras numa procissão em Belém, outras num bairro de judeus ultraortodoxos em Jerusalém, outras por aplicativos. E dessas conversas, além das lembranças de tudo o que o padre viveu antes de ser o Fábio de Melo que nós conhecemos, surgiram grandes discussões filosóficas sobre questões humanas e divinas, que vão ser uma parte importante do livro”, adianta o jornalista.

Indicação ao Grammy Latino

O padre Fábio de Melo foi indicado pela academia responsável pelo prêmio Grammy Latino para concorrer ao prêmio na categoria melhor álbum de música cristã em língua portuguesa, com o álbum “Deus no Esconderijo do Verso”.

O 19° álbum do sacerdote foi lançado pela gravadora Sony Music Brasil e contou com a participação de vários intérpretes da música brasileira, como: Alcione, Elba Ramalho, Fafá de Belém, Ninah Jo, Fagner e Zeca Pagodinho. Das 14 faixas do CD, dez são inéditas, de autoria de padre Fábio. As quatro restantes são regravações: “O vendedor de sonhos” e “Para eu parar de me doer” (Milton Nascimento/Fernando Brant), “Estrela luminosa” (Altay Veloso) e “Paciência” (Lenine/Dudu Falcão).

(Foto: Divulgação)

“A indicação ao Grammy Latino acontece da seguinte forma: Primeiro as gravadoras inscrevem seus artistas, numa média de 100 títulos de cds e 05 são selecionados para concorrer. A seleção é feita pela  academia que fica em Las Vegas. A gente já sentiu muito vitorioso, porque o cd Deus no Esconderijo do Verso é uma linguagem muito Brasileira e geralmente os discos que são indicados tem uma linguagem bem Norte Americana, essa música Gospel Americana, que nunca foi minha proposta. Então, é a primeira vez que um trabalho tão diferente é indicado”, disse padre Fábio.

A cerimônia de premiação do Grammy Latino será realizada no dia 17 de novembro.

print

Comentários