A bitcoin começou a ser negociada na Chicago Board Options Exchange, nos EUA, na noite desse domingo (20). Conforme relata o Chicago Tribune, os futuros do CBOE não envolvem criptomoedas reais, mas sim títulos que acompanham a variação de preços, com base nos valores apresentados pela plataforma de mineração e troca de moeda digital Gemini.

Futuros são um tipo de contrato em que um comprador e um vendedor concordam em um preço para um determinado item a ser entregue em uma data futura – no caso da bitcoin, eles, basicamente, apostam se os preços vão subir ou descer.

No início do domingo, a tendência da moeda era de queda, mas logo após a sua estreia na bolsa houve alta e agora os valores giram em torno de US$16 mil. Já os contratos de futuros da bitcoin, que expiram em janeiro, subiram de US$15 mil para US$18 mil.

Além disso, outra bolsa de valores importante da região, a Chicago Mercantile Exchange também começará a negociar futuros de bitcoin a partir do dia 18 de dezembro, mas usará uma combinação de vários preços de bitcoin nas trocas.

A introdução da bitcoin no CBOE foi vista por alguns analistas de mercado como um passo para legitimar a moeda digital.

IMPRIMIR

Fonte:

Olhar Digital