O Banco Municipal de Alimentos (BMA) doou 8.975 quilos de alimentos somente nos meses de janeiro e fevereiro deste ano.

Deste total, 6.917 quilos vieram de ações de combate ao desperdício, ou seja, alimentos que perderam o valor comercial por estarem fora do “padrão Ceasa” e por isso seriam descartados, porém, mantiveram o valor alimentar e nutricional.

As unidades do Projeto Horta Urbana produziram 1.285 quilos e os 773 quilos restantes, foram doados por parceiros diversos (produtores rurais, instituições, shows, etc).

Os alimentos foram encaminhados a 24 entidades sócio-assistenciais do município, como o Abrigo de Menores, Residência Inclusiva, Casa de Apoio, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência de Assistência Social (Cras). Foram atendidas 997 pessoas em janeiro e 1393 pessoas em fevereiro.

De acordo com o coordenador do BMA, Anuar Teodoro Alves, a quantidade captada se deve a um trabalho de busca ativa, desenvolvida por toda a equipe. “Agradecemos a todos os doadores que tem nos ajudado nessa missão de garantir a segurança alimentar e nutricional da população, principalmente daqueles que se encontram mais vulneráveis”, ressaltou.

 

 

Fonte: Decom ||

Imprimir

Comentários