O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (20) que o governo pretende considerar oficialmente o Hezbollah como um grupo terrorista.

Em árabe, Hezbollah significa “partido de Alá”. O grupo, de orientação xiita e sediado no Líbano, tem atuação política e militar em questões que envolvem o Oriente Médio.

Bolsonaro foi questionado por jornalistas, na porta da residência oficial do Palácio da Alvorada, se pretendia classificar o Hezbollah como terrorista, assim como fez o governo dos Estados Unidos. Nessa segunda (19), o Paraguai tomou a mesma atitude.

“Posso, sim [reconhecer o grupo como terrorista]. Pretendo fazer isso aí. E são terroristas”, disse o presidente.
De acordo com Bolsonaro, o governo tem informações de atuação do grupo na região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

“Temos informes que têm pessoas deles por aqui também, tríplice fronteira, grupo do crime organizado no Brasil. Eles são unidos. Podem não ser muito organizados, mas são unidos”, completou.

MST

Bolsonaro ainda comparou o Hezbollah ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) no Brasil, que, para ele, também é um grupo terrorista.

“São grupos terroristas, como o MST, para mim, também é grupo terrorista. Os caras levam o terror no campo aqui. Queimam propriedades. Desestimula o homem do campo a produzir. É no Brasil todo, essa praga do MST”, completou Bolsonaro.

O que é o Hezbollah?

Foto:
Anwar Amro/AFP/Getty Images

O Hezbollah – do árabe “Partido de Deus” – é uma facção sediada no Líbano formada por militantes radicais da minoria xiita no país. Apoiado pelo Irã, o grupo nasceu na década de 1980 para enfrentar tropas de Israel que ocupavam o território libanês.Nas décadas de 1990 e 2000, o grupo se fortaleceu fora das ofensivas armadas e intensificou a participação na política libanesa. O braço político do Hezbollah vem conquistando cadeiras no Parlamento do Líbano – chegando, inclusive, a fazer parte do governo.

Quem considera o Hezbollah um grupo terrorista?

Uma série de países considera o Hezbollah – ou o braço armado da organização – terrorista. Veja abaixo a lista:
• Argentina
• Austrália
• Bahrein
• Canadá
• Emirados Árabes Unidos
• Israel
• Japão
• Nova Zelândia
• Paraguai
• Reino Unido
• União Europeia
• Liga Árabe

Quem apoia o Hezbollah?

A facção recebe apoio do Irã – o regime iraniano, inclusive, tem laços ideológicos e militares com o Hezbollah – além da Síria. Países como Rússia e China não chegam a apoiar explicitamente o grupo, mas o consideram uma entidade política legítima libanesa e mantêm conversas com a organização.

Imprimir

Fonte:

G1