O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou, nessa quinta-feira (10), que pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que ele fizesse um comunicado para que o uso de máscaras no Brasil não seja mais obrigatório.

“Acabei de conversar com o Queiroga e ele vai fazer um parecer para desobrigar o uso de máscaras para pessoas vacinadas ou que já contraíram o vírus”, explicou Bolsonaro. “Não quero que isso seja um símbolo”, disse ele com uma máscara na mão.

Durante o discurso, Bolsonaro voltou a criticar a ação de governadores e prefeitos de lockdown e isolamento parcial. “Quarentena é para quem está infectado. Isso destrói empregos. Mata o cidadão de fome”, afirmou o presidente.

O presidente falou durante evento promovido no Palácio do Planalto pelo Ministério do Turismo para apresentar ações visando a desburocratização do setor e a atração de investimentos. 

Fonte: Estado de Minas

Imprimir
Comentários