Sete bonsais no valor de 13 milhões de ienes (mais de R$440 mil) foram roubados em janeiro de um jardim de Saitama, perto de Tóquio, no Japão.

O jardim, de cerca de 50 km quadrados e com 3 mil bonsais, é cultivado por Seiji Iimura, um tradicional especialista local.

A mulher do especialista, Fuyumi Iimura, disse à rede americana CNN, que entre as mini árvores roubadas está um shimpaku de 400 anos que participaria de um concurso neste mês. Apenas ele valia 10 milhões de ienes (cerca de R$338 mil).

Seiji Iimura, é da quinta geração de uma família cultivadora de bonsais.

Fuyumi disse que as pequenas árvores eram cultivadas como se fossem seus filhos: “Tratamos essas árvores em miniaturas como as nossas crianças”, disse. “Não há palavras para descrever como estamos nos sentindo. É como ter seus membros cortados”, acrescentou.

Segundo ela, os roubos parecem terem sido feitos por profissionais, já foram levadas as árvores de maior valor. O casal espera que, caso os bonsais não sejam devolvidos, eles sejam bem cuidados.

“Se receberem os devidos cuidados, eles podem viver para sempre, mesmo depois de partimos”, disse Fuyumi.

IMPRIMIR

Fonte:

G1