Uma pesquisa revelou que 328 mil mortes por Covid-19 poderiam ter sido evitadas no país, se as 14 capitais avaliadas no estudo apresentassem a mesma taxa de mortalidade de Belo Horizonte.

Foram analisadas as cidades de Curitiba, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Manaus, Natal, Porto Alegre, Porto Velho, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo, além da capital mineira.

O estudo realizado pelo Imperial College de Londres usou registros de pacientes após a hospitalização – suspeitos ou confirmados – para documentar taxas de mortalidade hospitalar que ocorreram com a propagação da variante Gama SARS-CoV-2.

Conforme os dados das 14 capitais estaduais, mais da metade dos pacientes hospitalizados morreram durante períodos prolongados.

Além disso, a pesquisa apontou que as “flutuações extensas nas taxas de fatalidade” de pacientes em tratamento parcial dentro de uma unidade hospitalar, “também existiam antes da detecção da Gama e eram amplamente transitórias após a detecção da variante, diminuindo com a demanda do hospital”.

Para a pesquisa, os especialistas usaram modelo de taxa de letalidade bayesiana. “Descobrimos que as flutuações geográficas e temporais nas taxas de letalidade intra-hospitalar Covid-19 do Brasil estão, principalmente, associadas a desigualdades geográficas e escassez de capacidade de atendimento à saúde”.

O estudo chegou à conclusão de que aproximadamente metade das mortes em decorrência da doença no Brasil poderia ter sido evitada. “Nossos resultados sugerem que os investimentos em recursos de saúde, otimização de saúde e preparação para pandemia são essenciais para minimizar a mortalidade e morbidade da população, causadas por patógenos altamente transmissíveis e mortais como SARS-CoV-2, especialmente em países de baixa e média renda”, destacou.

“Com base nos dados de 26 de julho de 2021, as projeções apontam que cerca de um quarto das mortes atribuídas a Covid-19 em hospitais poderia ter sido evitada se todos os hospitais do Brasil tivessem a taxa de fatalidade observada em Belo Horizonte”, concluiu.

Fonte: Itatiaia

print
Comentários