Para muitos, a Copa do Mundo começava de verdade para a seleção brasileira neste sábado. E em seu primeiro desafio na competição, o time foi aprovado com louvor. Após duas goleadas sobre Japão e Ilhas Salomão, mostrou uma atuação impecável e repetiu a dose contra os temidos russos, derrotados por 7 a 0 com gols de Schumacher, Prudnikov (contra), Lenísio (2), Ciço, Falcão e Vinícius.
Praticamente classificada para a segunda fase da competição com nove pontos, a equipe brasileira folga na próxima rodada e luta pela liderança do grupo A contra Cuba na próxima quarta-feira, às 10h30m. Já a Rússia, que permanece com três, encara as Ilhas Salomão na segunda-feira, às 12h30m. As duas partidas serão disputadas no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília.
Para enfrentar uma equipe conhecida por seu poder de fogo nos contra-ataques, PC de Oliveira mais uma vez escalou como titulares Gabriel, Schumacher, Lenísio e Marquinho na linha, com Tiago no gol. Como o esperado, os russos começaram a partida em alta velocidade, mas o Brasil não perdeu a tranqüilidade.

Com uma marcação cerrada, a seleção fechou os espaços para os rivais e não demorou a abrir o marcador. Aos dois minutos, Marquinho cobrou escanteio e Schumacher pegou a bola de primeira, sem chances para o goleiro Sergey Zuev. O Brasil seguiu ameaçando os adversários e chegou ao segundo gol em um lance de pura sorte: Vinícius cobrou lateral, a bola bateu em Prudnikov e enganou Zuev
Não era mesmo o dia dos russos. Embora conseguissem manter um bom domínio de bola, os adversários sofriam com a atuação de gala do goleiro brasuca Tiago, ovacionado pela torcida. Melhor para a equipe verde-amarela, que marcou seu terceiro aos 14 minutos, com uma linda bola de Lenísio no canto esquerdo. Os pedidos insistentes dos fãs foram atendidos e Falcão entrou em quadra, mas quem brilhou foi Vinícius. O ala levou perigo constante a Zuev, até que, em um rebote, a bola foi parar nos pés de Ciço, que não perdoou: 4 a 0 para o Brasil e festa nas arquibancadas.
Na volta do intervalo, os donos da casa continuaram a ditar o ritmo da partida. No primeiro minuto, um gol familiar: Vinícius mandou um passe açucarado para seu irmão Lenísio, que mandou uma bomba de pé direito. A goleada tirou o ânimo dos russos, que diminuíram o ritmo e não conseguiram evitar o nono gol de Falcão na competição. Artilheiro da Copa, o craque aumentou o massacre aos oito minutos.

Apesar do placar tranqüilo, o time brasuca não se acomodou. Vinícius teve sua insistência recompensada aos 12, com uma pancada de pé direito e selou a goleada por 7 a 0. A torcida, em êxtase, já gritava olé. A euforia era justificada. O show brasileiro teve direito até a bicicleta de Falcão, que não marcou mais um, mas levou os fãs ao delírio. Nos últimos minutos, o time sentiu o cansaço, mas o paredão Tiago deu conta do recado e o Brasil deixou a quadra com moral de sobra na luta pelo título.

Falcão quase marca de bicicleta e leva fãs ao delírio

print
Comentários