O Brasil acumula 129 mortes de profissionais de enfermagem por covid-19, desde o primeiro registro oficial da doença.

Em apenas uma semana, de acordo com informações do Cofen (Conselho Federal de Enfermagem), 23 trabalhadores da linha de frente perderam suas vidas no combate à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o painel de monitoramento do órgão, mais de 17 mil, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares, foram afastados por suspeita ou diagnóstico comprovado por meio de exame RT-PCR, testes rápidos e, também, clínico. Do total, há 5.283 casos confirmados e outros 10.769 estão cumprindo ou cumpriram quarentena preventiva.

A região Sudeste é a mais afetada pela crise sanitária, com 48,63% de todas as ocorrências no país. O estado São Paulo lidera o ranking e, sozinho, corresponde a 3.850 profissionais infectados e 35 óbitos.

Matéria do R7

Imprimir
Comentários