Brasil termina no alto do pódio Pan-Americano de Judô

Título veio no individual masculino e feminino, além das disputas por equipes entre os homens; Kitadai foi eleito melhor atleta masculino da competição

Título veio no individual masculino e feminino, além das disputas por equipes entre os homens; Kitadai foi eleito melhor atleta masculino da competição

O judô brasileiro mostrou que está no caminho certo rumo à Olimpíada do Rio de Janeiro no ano que vem. No final de semana (25 e 26), o país venceu o Pan-Americano, em Edmonton, no Canadá, na disputa por equipes no masculino, além de ter ficado com o vice no feminino. Antes disso, 15 medalhas foram somadas nas disputas individuais (nove ouros, sete pratas e um bronze).
Na disputa por equipes entre os homens, Charles Chibana (66kg), Alex Pombo (73kg), Victor Penalber (81kg), Tiago Camilo (90kg), Rafael Silva (+100kg) e David Moura (+100kg) foram bem e venceram o Peru na semi antes de encarar Cuba na decisão.
No feminino, o título ficou com o Canadá. Érika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Maria Portela (70kg) e Rochele Nunes (+78kg) foram as representantes que passaram pelo Equador antes da decisão.
O título do time da casa veio de virada após o Brasil vencer as duas primeiras lutas com Érika Miranda e Rafaela Silva.
No individual masculino, todas as categorias medalharam com exceção do meio-leve (66kg). No feminino, foram três ouros, três pratas e um bronze, ficando em primeiro lugar, deixando Cuba na segunda posição.
Para completar o sucesso, o ligeiro Felipe Kitadai foi eleito o Melhor Atleta Masculino da competição. Nas três lutas que ele fez no sábado, ele venceu por ippon, culminando com a medalha de ouro em seu peito. ?É muito bom colher os frutos, principalmente depois de tanto trabalho?, comemora.
Outra importante conquista veio com Alex Pombo, do Belo-Dente Minas. Ele confirmou a manutenção do título da competição e somou 400 pontos no ranking mundial após vencer o cubano Magdiel Estrada.
?É sempre muito bom conquistar títulos. Ganhar pela segunda vez é melhor ainda, inesquecível. Estou muito feliz pelo resultado, e por meu desempenho. Essa competição representa muito. Tudo isso mostra que os treinamentos estão rendendo bons frutos. Agora, quero focar em novas conquistas nesta temporada?, relata.
No próximo final de semana, a seleção vai até Zagreb, na Croácia para a disputa do Grand Prix.

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Brasil termina no alto do pódio Pan-Americano de Judô

Título veio no individual masculino e feminino, além das disputas por equipes entre os homens; Kitadai foi eleito melhor atleta masculino da competição.

Título veio no individual masculino e feminino, além das disputas por equipes entre os homens; Kitadai foi eleito melhor atleta masculino da competição.

 

O judô brasileiro mostrou que está no caminho certo rumo à Olimpíada do Rio de Janeiro no ano que vem. No final de semana (25 e 26), o país venceu o Pan-Americano, em Edmonton, no Canadá, na disputa por equipes no masculino, além de ter ficado com o vice no feminino. Antes disso, 15 medalhas foram somadas nas disputas individuais (nove ouros, sete pratas e um bronze).

Na disputa por equipes entre os homens, Charles Chibana (66kg), Alex Pombo (73kg), Victor Penalber (81kg), Tiago Camilo (90kg), Rafael Silva (+100kg) e David Moura (+100kg) foram bem e venceram o Peru na semi antes de encarar Cuba na decisão.

No feminino, o título ficou com o Canadá. Érika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Maria Portela (70kg) e Rochele Nunes (+78kg) foram as representantes que passaram pelo Equador antes da decisão.

O título do time da casa veio de virada após o Brasil vencer as duas primeiras lutas com Érika Miranda e Rafaela Silva.

No individual masculino, todas as categorias medalharam com exceção do meio-leve (66kg). No feminino, foram três ouros, três pratas e um bronze, ficando em primeiro lugar, deixando Cuba na segunda posição.

Para completar o sucesso, o ligeiro Felipe Kitadai foi eleito o Melhor Atleta Masculino da competição. Nas três lutas que ele fez no sábado, ele venceu por ippon, culminando com a medalha de ouro em seu peito. “É muito bom colher os frutos, principalmente depois de tanto trabalho”, comemora.

Outra importante conquista veio com Alex Pombo, do Belo-Dente Minas. Ele confirmou a manutenção do título da competição e somou 400 pontos no ranking mundial após vencer o cubano Magdiel Estrada.

“É sempre muito bom conquistar títulos. Ganhar pela segunda vez é melhor ainda, inesquecível. Estou muito feliz pelo resultado, e por meu desempenho. Essa competição representa muito. Tudo isso mostra que os treinamentos estão rendendo bons frutos. Agora, quero focar em novas conquistas nesta temporada”, relata.

No próximo final de semana, a seleção vai até Zagreb, na Croácia para a disputa do Grand Prix.

Redação do Jornal Nova Imprensa O Tempo

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias