A carga tributária embutida nos brinquedos representa mais da metade do preço que chega ao consumidor na maioria dos produtos vendidos para o Dia das Crianças. Segundo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), em alguns artigos os tributos correspondem a 72% do preço final.
O presidente do IBPT, João Eloi Olenike, afirma que os altos impostos são reflexo da estrutura tributária brasileira. Segundo ele, a tributação no país é cerca de 60% baseada no consumo. Assim, quem acaba pagando os impostos é o consumidor.
O estudo do IBPT aponta que, dos produtos pesquisados, o que apresenta a maior carga tributária é o videogame da marca Playstation, com 72,18% de imposto embutido no preço. E não são só os produtos tecnológicos que apresentam tributos elevados. A carga da bola de futebol, por exemplo, é de 46,49%, enquanto a do patins é 52,78% e a da bicicleta 45,93%. Os altos encargos também foram observados nos eletrônicos, como aparelhos de MP3, que têm tributos de 49,45%, e CDs, cujo valor dos tributos é de 37,88%.
Baseado nisso e na variação de preços dos estabelecimentos de Belo Horizonte, o tributarista Iuri Guimarães Cayuela, da Pactum Consultoria Empresarial, alerta para os cuidados que o consumidor deve ter na hora de comprar o presente de última hora.
Segundo Cayuela, a opção não deve ser baseada somente no valor do produto, que muitas vezes pode não ter nota fiscal. ?O lojista que opta por preços mais competitivos, algumas vezes pode não garantir ao cliente a nota fiscal do produto. Isso porque, se ele não repassa no preço cobrado do consumidor os tributos embutidos, fica mais difícil cobrir os gastos com os impostos que incidem sobre a venda?. Por isto, pesquisar os preços pode ser a melhor alternativa para garantir a melhor compra.
O coordenador do Procon Assembleia, Marcelo Barbosa, frisa que é importante ficar atento aos preços praticados no comércio, aos prazos de troca impostos pelo estabelecimento, bem como a nota fiscal, e ainda observar o selo do Inmetro no produto, que estabelece as condições de uso e materiais utilizados na fabricação.
As principais reclamações registradas no Procon Assembleia referem-se acidente de consumo ou problemas para efetuar a troca, conforme Barbosa.

print
Comentários