Após perder a vaga na Lotus para o francês Romain Grosjean, Bruno Senna tem boas chances de fechar com a Williams para a temporada 2012 da Fórmula 1. A equipe inglesa deve decidir o nome do companheiro do venezuelano Pastor Maldonado nos próximos dias. Além do piloto, o brasileiro Rubens Barrichello, o alemão Adrian Sutil e o russo Vitaly Petrov lutam pelo cockpit disponível.
O fato é que Bruno parece estar um passo adiante nas negociações com a Williams. O sobrinho de Ayrton Senna esteve na sede em Woking, na Inglaterra, nos últimos dias, fez testes de avaliação física, passou por uma sabatina da equipe técnica e deixou boa impressão entre aqueles que vão decidir o dono da segunda vaga. Ele também depende dos acertos com seus patrocinadores.
Além disso, os dirigentes da Williams procuraram os técnicos da Renault, nova fornecedora de motores da equipe inglesa, para colher informações técnicas sobre Bruno Senna. O brasileiro correu metade da última temporada pela Renault-Lotus (atual Lotus), que também usa os propulsores franceses. A decisão da equipe inglesa deve sair até o fim deste ano.
Dono da vaga em 2011, Rubens Barrichello também esteve na sede da equipe inglesa no início desta semana. O veterano, que busca sua 20ª temporada na categoria, passou segunda e terça na fábrica em Woking.
Até o momento, o Brasil tem apenas Felipe Massa garantido na temporada 2012 da Fórmula 1. Ele correrá pela Ferrari pela sétima temporada seguida e continuará ao lado do espanhol Fernando Alonso.

Imprimir
Comentários