Da Redação

Menos de 24 horas após o Últimas Notícias tornar pública a situação das caixas d’água da Casa da Criança e do Adolescente de Formiga, que estavam destampadas e sujas, mesmo em período de alto risco de epidemia de dengue na cidade, o problema já está solucionado.

Nesta quinta-feira (5), servidores da própria Secretaria de Desenvolvimento Humano realizaram os serviços de limpeza e cobertura das caixas, assim como havia se comprometido a providenciar o responsável pela pasta Rui Palomo, em resposta aos questionamentos do UN sobre o problema.

A situação em que as caixas estavam vinha incomodando e preocupando moradores e quem trabalha na região devido ao alto índice de infestação do Aedes aegypti na área em que está localizada a Casa.

De acordo com o decreto 8.112, publicado no dia 10 de fevereiro e que colocou Formiga em situação de emergência por causa da dengue, o último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em janeiro deste ano, registrou índice de 6,8% na cidade, quando o aceitável é de até 1%. Em comparação ao mesmo período de 2019, houve um aumento de mais de 496% no número de notificações de casos prováveis de doenças provocadas pelo mosquito.

print
Comentários