A Câmara Municipal de Formiga aprovou, durante a reunião ordinária dessa segunda-feira (25), abertura de créditos que somam mais de R$ 330 mil, sendo boa parte dos recursos destinada para benefício da região do bairro Geraldo Veloso.

O Projeto de Lei 181/2021 autoriza abertura de crédito especial de R$ 219 mil. Parte da verba será utilizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano na fiscalização nos empreendimentos habitacionais Geraldo Veloso, Tino Pereira e Vila Nova das Formigas, a fim de que as financeiras possam, pelas vias competentes, regularizar a situação de diversos imóveis.

O restante do recurso será utilizado em reparos e/ou reformas nas estruturas físicas dos equipamentos socioassistenciais vinculados à pasta, bem como na execução dos serviços da Funerária Municipal, nos casos de defasagem de servidores que atuam no setor de remoção e preparo de corpos.

A outra abertura de crédito suplementar autorizada pela Câmara é no valor de R$ 119.538,46.

Os recursos serão utilizados pela Secretaria Municipal de Educação e Esportes na execução do reforço do muro de arrimo do Centro de Educação Infantil do bairro Geraldo Veloso.

Rua Juvêncio Rodrigues Nunes

Familiares e amigos de Juvêncio Rodrigues Nunes estiveram no plenário do Poder Legislativo durante a reunião desta segunda.

Eles acompanharam a votação do Projeto de Lei 214/2021, que altera o nome da Rua 11, no bairro Alto da Praia, para rua Juvêncio Rodrigues Nunes. A proposta, de autoria do vereador Cid Corrêa, foi aprovada por unanimidade.

Projeto rejeitado

O Projeto de Lei 205/2021, que dispõe sobre a obrigatoriedade da divulgação da lista de ruas, em ordem prioritária, para execução de pavimentação e calçamento, de autoria do vereador Luciano do Gás, foi rejeitado.

 A proposta teve cinco votos contrários (Marcelo Fernandes, Joice Alvarenga, Luiz Carlos Tocão, Flávio Couto e Osânia Silva) e quatro favoráveis (Luciano do Gás, Cid Corrêa, Cabo Cunha e Juarez Carvalho).

Veto mantido

Também foi apreciado na reunião, o veto do prefeito Eugênio Vilela ao Projeto de Lei 129/2021, que determina a padronização da construção e instalação de mata burros e faz referência à construção de barraginhas nas estradas de terra.

O veto foi mantido com seis votos favoráveis (Flávio Martins, Marcelo Fernandes, Joice Alvarenga, Luiz Carlos Tocão, Flávio Couto e Osânia Silva) e quatro contrários (Luciano do Gás, Cid Corrêa, Cabo Cunha e Juarez Carvalho).

Fonte: Câmara Municipal

print
Comentários