A Campanha de Vacinação contra a Poliomielite foi prorrogada em Formiga até a próxima sexta-feira (4). De acordo com dados preliminares, até nesta segunda-feira (31) das 3.218 crianças de 6 meses a menores de 5 anos, foram vacinadas 2.684 (83,41%).

Segundo a Secretaria de Saúde, faltam ainda dados de quatro unidades de saúde referentes à última semana.

É essencial a apresentação da caderneta da criança a ser vacinada, pois o profissional precisa avaliar a situação vacinal da criança antes de ela receber a vacina.

Desde 1989, o Brasil não registra nenhum caso da doença. No entanto, a imunização é necessária, uma vez que outras regiões do mundo ainda convivem com o vírus.

Poliomielite

Também chamada de “paralisia infantil”, a poliomielite é uma doença contagiosa grave que atinge, principalmente, crianças de até cinco anos. A doença pode causar flacidez muscular nos membros inferiores, provocando paralisia. Nas formas não paralíticas, os sintomas mais comuns são febre, mal estar, dor de cabeça, de garganta e no corpo, vômitos, diarreia, constipação, espasmos, rigidez na nuca e meningite.

A poliomielite pode ser transmitida por secreções expelidas pela boca de pessoas infectadas, ao falar ou tossir. A infecção também pode ocorrer através do contato com fezes de indivíduos infectados, por isso a transmissão é facilitada em locais com falta de saneamento e higiene. “A única maneira de se prevenir da doença e impedir que o vírus volte a circular no Brasil é vacinando todas as crianças”, explica Tânia Brant.

Redação do Jornal Nova Imprensa Secretaria de Saúde

IMPRIMIR