A equipe do Hospital São João de Deus, de Divinópolis, tem um grande desafio pela frente: a ampliação do prédio, que passará de 230 para 600 leitos aproximadamente, se transformando no segundo maior hospital de Minas Gerais.
Segundo as representantes do hospital, Gislene Antunes e Marisa Gonçalves Rodrigues, que trabalham na captação de doadores, para tornar possível esse sonho é preciso da colaboração de toda a sociedade dos municípios da região.
O Hospital São João de Deus é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos e atende a 57 municípios do Centro-Oeste em serviços de média complexidade e outros de alta complexidade. Formiga é a terceira cidade em números de atendimento no hospital, ficando atrás apenas de Divinópolis e de Nova Serrana.
De acordo com as representantes da entidade, cerca de 1,3 milhão de pessoas são atendidas mensalmente no hospital. Um grande problema é a falta de leitos, são 167 vagas de internação para o Sistema Único de Saúde, (SUS) o que é insuficiente pelo número de pessoas atendidas de toda a região. Devido à demanda reprimida e às dificuldades enfrentadas para atender aos pacientes é que a diretoria do hospital resolveu encarar o desafio de expansão do prédio.

O projeto de expansão
Elaborado por uma empresa especializada em arquitetura hospitalar, o projeto de ampliação do Hospital São João de Deus é composto por três prédios interligados, com uma estrutura completa para atender à demanda da região Centro-Oeste do Estado. O projeto contemplará 450 leitos em um período estimado de 10 anos.
A primeira etapa consiste na criação de um prédio de cinco andares com 120 leitos, sendo que 60 deles serão destinados para o SUS e 60 particulares (convênios). Também terá neste prédio duas salas para a Hemodinâmica e uma Unidade Coronariana (CTI Cardíaco), com 20 leitos para terapia intensiva. Esta primeira etapa está prevista para ser concluída em janeiro de 2010, orçada em R$20 milhões.
Na segunda fase serão contempladas as áreas para diagnósticos, internação, centro cirúrgico/obstétrico/neonatal, laboratório e administração. A terceira etapa é focada na internação. O valor total da obra finalizada com dois prédios de dez andares e um de cinco é de aproximadamente R$90 milhões.
Por isso, é importante a ajuda da população para que o projeto seja viabilizado. O serviço de telemarketing já está sendo feito em várias cidades da região. As doações podem ser feitas por débito bancário ou pagamento de um valor estipulado por meio de um mensageiro, que estará devidamente identificado. Mais informações pelo telefone (37) 3229-7707 ou pelo site www.hsjd.com.br, onde o contribuinte pode acompanhar também a movimentação da campanha.

Imprimir
Comentários